Sessão: Quarta-feira, 02 de outubro de 2013

.: Decisão da 3° Comissão Disciplinar - 02 de Outubro de 2013 :.

3° Comissão Disciplinar

ATA DA SESSÃO DO DIA 02 DE OUTUBRO DE 2.013

Ao segundo dia do mês de outubro do ano de dois mil e treze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Av. Victor Ferreira do Amaral, 1930 – Tarumã, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 3° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Humberto Ciccarino Filho – Presidente, Samuel Torquato, Irineu Toninello, Mauro Ribeiro Borges, José Alvacir Guimarães, o procurador Marcelo Fonseca Gurnisk e a secretária Dayane Fernanda Pacheco. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

AUTOS N°. 543/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSE ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE A – ADULTO - 2013

JOGO: ABE NOVO MUNDO X TRIESTE F.C.

DATA: 31/08/2013

DENUNCIADO (S):

SAULO CAMARGO DA VEIGA

ALISSON DIAS HECK

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DRA. FLÁVIA LÚCIA MOSCAL DE BRITTO MAZUR

1° DENUNCIADO: SAULO CAMARGO DA VEIGA, atleta do ABE Novo Mundo, pois, aos 20 (vinte minutos) do segundo tempo de jogo, foi expulso de campo por empurrar seu adversário fora da disputa de bola. Desta forma, ao empurrar seu adversário fora da disputa de bola, o atleta denunciado infringiu o disposto no art. 250, §1°, II do CBJD.

2° DENUNCIADO: ALISSON DIAS HECK, atleta do Trieste Futebol Clube, pois, aos 20 (vinte minutos) do segundo tempo de jogo, foi expulso de campo por revidar o empurrão recebido pelo seu adversário fora da disputa de bola. Ao revidar o empurrão, o atleta denunciado também infringiu o disposto no art. 250, §1°, II do CBJD.

Observações:

Defensor (a): Dr. Hélio Pereira Cury Filho

DECISÃO 3° C.D.:

SAULO CAMARGO DA VEIGA- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

ALISSON DIAS HECK- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

AUTOS N°. 549/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL - 3ª DIVISÃO - 2013

JOGO: GRECAL X F.C. CASCAVEL 

DATA: 31/08/2013

DENUNCIADO (S):

DIEGO BONFIM

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. GUSTAVO LUIZ BIZINELLI

DENUNCIADO: DIEGO BONFIM, árbitro da partida, por relatar de forma incompleta os fatos ensejadores da expulsão do técnico da equipe do Futebol Clube Cascavel, tendo em vista que não houve relato de quais foram as reclamações feitas pelo referido técnico, dificultando, dessa forma, a punição do infrator, infringindo, assim, o disposto no art. 266 do CBJD.

Observações: Dr. Mauro Ribeiro Borges não votou, pois não acompanhou o relatório.

Defensor (a): Dr. Rafael Bozzano

DECISÃO 3° C.D.:

DIEGO BONFIM- Auditor relator votou pela pena de advertência. Auditor Irineu Toninello divergiu o voto pela absolvição. Divergiu o voto o auditor José Alvacir Guimarães que aplicou a pena de suspensão por 30 (trinta) dias. Auditor Humberto Ciccarino acompanhou o voto divergente pela aplicação da pena de suspensão por 30 (trinta) dias. POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 30 (TRINTA) DIAS EM CONCRETO.     

AUTOS N°. 552/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL JUVENIL – SUB 17 - 2013

JOGO: A.C. PARANAVAÍ X CORITIBA F.C. 

DATA: 31/08/2013

DENUNCIADO (S):

GUELLER CASTRO DOS SANTOS

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. GUSTAVO LUIZ BIZINELLI

DENUNCIADO: GUELLER CASTRO DOS SANTOS, árbitro da partida, por relatar de forma incompleta os fatos ensejadores da expulsão do preparador de goleiros da equipe do Atlético Clube Paranavaí, tendo em vista que não houve relato de quais foram as reclamações feitas pelo referido membro da comissão técnica, dificultando, dessa forma, a punição do infrator, infringindo, assim, o disposto no art. 266 do CBJD.

Observações: 

Defensor (a): Dr. Rafael Bozzano

DECISÃO 3° C.D.:

GUELLER CASTRO DOS SANTOS- Auditor relator votou pela pena de advertência. Auditor Irineu Toninello divergiu o voto pela absolvição. Divergiu o voto o auditor José Alvacir Guimarães que aplicou a pena de suspensão por 15 (quinze) dias, já com aplicação do art. 182 do CBJD. Auditores Humberto Ciccarino e Mauro Ribeiro Borges acompanharam o voto divergente pela aplicação da pena de suspensão por 15 (quinze) dias em concreto. POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 15 (QUINZE) DIAS EM CONCRETO, JÁ COM APLICAÇÃO DO ART. 182 DO CBJD.

AUTOS N°. 534/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL JUNIORES – SUB 20- 2013

JOGO: GRÊMIO RECREATIVO ESPORTIVO CAMPO LARGO X LONDRINA E.C.

DATA: 06/09/2013

DENUNCIADO (S):

GRÊMIO RECREATIVO ESPORTIVO CAMPO LARGO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

DENUNCIADO: GRÊMIO RECREATIVO ESPORTIVO CAMPO LARGO, entidade de pratica desportiva, por deixar de manter no local do evento com a infraestrutura necessária a assegurar a realização do evento, em razão de que não havia água quente nos chuveiros do vestiário da arbitragem. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 211, do CBJD.

Observações: Gravado e juntado aos autos depoimento do informante Sr. Aroldo Wohl, diretor do Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo.   

Defensor (a): Dr. Arhur Lanzonni

DECISÃO 3° C.D.:

GRÊMIO RECREATIVO ESPORTIVO CAMPO LARGO- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

AUTOS N°. 546/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL - 3ª DIVISÃO - 2013

JOGO: S.E. PLATINENSE X A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DATA: 31/08/2013

DENUNCIADO (S):

SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE

SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DRA. FLÁVIA LÚCIA MOSCAL DE BRITTO MAZUR

1° DENUNCIADO: SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE, pois em seus relatórios, o Sr. Árbitro e o Representante da FPF informam que, a equipe do Sociedade Esportiva Platinense, mandante do jogo, não compareceu no estádio para a partida contra a equipe da Associação Portuguesa Londrinense. Foi concedido o tempo de espera regulamentar até às 16h00, mas a equipe Sociedade Esportiva Platinense não compareceu. Em seguida foi dada a saída de bola em favor da equipe da Associação Portuguesa Londrinense. Desta forma, em razão do não comparecimento da equipe Sociedade Esportiva Platinense para o início da partida, até o limite do tempo de tolerância (30 minutos), referida equipe infringiu o disposto no art. 203 do CBJD.

2° DENUNCIADO: SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE, pois em seus relatórios, o Sr. Árbitro e o Representante da FPF informam que, com o não comparecimento da equipe Sociedade Esportiva Platinense, não foram pagas as taxas de arbitragem. Tendo em vista o não pagamento da taxa de arbitragem, a equipe do Sociedade Esportiva Platinense infringiu o disposto no art. 191, III do CBJD.

Observações:   

Defensor (a): NÃO HOUVE

DECISÃO 3° C.D.:

SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE- Auditor relator votou pela pena de multa no valor de R$100,00 (cem reais) em concreto, mais a perda dos pontos em disputa a favor do adversário. Auditor José Alvacir Guimarães acompanhou o voto do relator. Divergiu o voto o auditor Samuel Torquato que aplicou a pena de multa no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) em concreto, mais a perda dos pontos em disputa a favor do adversário. Auditores Mauro Ribeiro Borges e Humberto Ciccarino acompanharam o voto divergente. POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 3.000,00 (TRÊS MIL REAIS) EM CONCRETO, DEVENDO SER RECOLHIDA EM UM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS, MAIS A PERDA DOS PONTOS EM DISPUTA A FAVOR DO ADVERSÁRIO.

SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE- POR UNANIMIDADE, APLICADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 100,00 (CEM REAIS) EM CONCRETO, DEVENDO SER RECOLHIDA EM UM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS, NÃO EXIMINDO A EQUIPE DE SUA OBRIGAÇÃO.

AUTOS N°. 531/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL INFANTIL – SUB 15- 2013

JOGO: SE RENOVICENTE X CA PARANAENSE

DATA: 06/09/2013

DENUNCIADO (S):

BRUNO GURA 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

DENUNCIADO: BRUNO GURA, representante da Federação Paranaense de Futebol na partida, por deixar de relatar as advertências aplicadas pelo árbitro da partida com os detalhes necessários dos acontecimentos. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 266, do CBJD.  

Observações:   

Defensor (a): NÃO HOUVE

DECISÃO 3° C.D.:

BRUNO GURA- POR UNANIMIDADE, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 15 (QUINZE) DIAS, EM CONCRETO.

AUTOS N°. 537/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 18 - 2013

JOGO: PRUDENTÓPOLIS F.C.  X FRANCISCO BELTRÃO F.C.

DATA: 04/09/2013

DENUNCIADO (S):

FERNANDO SPAPPAVIOLI LOUREIRO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. GUSTAVO BIZINELLI

DENUNCIADO: FERNANDO SPAPPAVIOLI LOUREIRO, gandula da partida, por ofender o assistente n°. 01 da partida, após ter sido expulso de campo, dizendo: “seu bosta, filho da puta”, infringindo assim o artigo 243-F do CBJD.

Observações:   

Defensor (a): NÃO HOUVE

DECISÃO 3° C.D.:

FERNANDO SPAPPAVIOLI LOUREIRO- POR UNANIMIDADE, DESCLASSIFICAM PARA O ART. 258 DO CBJD, APLICANDO A PENA DE SUSPENSÃO POR 01 (UMA) PARTIDA.

AUTOS N°. 540/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB 18 - 2013

JOGO: ARAPONGAS E.C. X NACIONAL A.C.

DATA: 04/09/2013

DENUNCIADO (S):

DALVAN DE LARA D. DA SILVA

JOÃO VICTOR NAGY

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: DALVAN DE LARA D. DA SILVA, atleta do Arapongas Esporte Clube, por calçar o atleta adversário dentro da área, cometendo penalidade máxima e evitando uma oportunidade clara e manifesta de gol para a entidade de pratica desportiva adversária, motivando sua expulsão, de forma direta, aos 34’00” da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 250, do CBJD.

2° DENUNCIADO: JOÃO VICTOR NAGY, atleta do Arapongas Esporte Clube, por calçar o atleta adversário, motivando sua expulsão, por dupla advertência, aos 80’00’’ (oitenta minutos) da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 250, do CBJD.

Observações:   

Defensor (a): NÃO HOUVE

DECISÃO 3° C.D.:

DALVAN DE LARA D. DA SILVA- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

JOÃO VICTOR NAGY- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Dayane Fernanda Pacheco, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná

Curitiba/PR, 02 de outubro de 2.013.

 

 

HUMBERTO CICCARINO FILHO

Presidente

 

DAYANE FERNANDA PACHECO

Secretaria

 




Referências:

02/10/2013 - Pauta da 3ª Comissão Disciplinar - 02 de Outubro de 2.013
Publicação: 04/10/2013 às 14:09