Sessão: Terça-feira, 10 de dezembro de 2013

.: Pauta da 2ª Comissão Disciplinar - 10 de dezembro de 2.013 :. :.

 

 

2ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 10/12/2013

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 068/2013

 

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Despotiva, tornando público através deste Edital, que,

 

No dia 10 de DEZEMBRO DE 2013 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 18:00 horas  (Terça - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida Victor Ferreira do Amaral,1930 – Tarumã, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

 

 

AUTOS N°. 668/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGUSTO RAMOS GRADELA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL –FEMININO- 2013

JOGO: FOZ DO IGUAÇU X ADI FOZ CATARATAS

DATA: 10/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

FOZ DO IGUAÇU FC

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. GUSTAVO BIZINELLI

1° DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, equipe mandante da partida, por não providenciar a infra-estrutura necessária para a realização da partida, tendo em vista que os refletores do estádio não foram ligados e, portanto não havia iluminação suficiente para a realização da partida. Dessa forma, o denunciado infringiu os artigos 211 e 203, ambos do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 671/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HÉLIO ANJOS ORTIZ NETO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL –SÉRIE A-ADULTO-2013

JOGO: TRIESTE FC X URE SANTA QUITÉRIA

DATA: 23/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

HELTON ANTONIO LUIZ

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: HELTON ANTONIO LUIZ, atleta da equipe  TRIESTE FC , devidamente cadastrado na CBF n°295.341, expulso da partida aos 23 minutos da segunda etapa, por dupla advertência. O denunciado foi advertido aos 21 minutos da primeira etapa por calçar o atleta adversário durante a disputa de bola. Na segunda advertência, o atleta denunciado agiu de modo temerário, impedindo o contra-ataque da equipe adversária com uma rasteira no atleta que estava com a bola, o que gerou a expulsão. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no  artigo 254§1°, II do CBJD.,

 

 

AUTOS N°.674 /2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR.RUBENS DOBRANSKI

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- JUVENIL -2013

JOGO: VILA HAUER EC X CA NACIONAL

DATA: 23/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

LUCAS FELIPE MAYER

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: LUCAS FELIPE MAYER, atleta da equipe CA NACIONAL, devidamente cadastrado na CBF n°316.127, expulso da partida aos 78 minutos de partida, por dupla advertência. O denunciado foi advertido aos 60 minutos de jogo por chutar o tornozelo do adversário durante a disputa de bola. Desde então, o atleta denunciado persistiu com atitudes temerárias e antidesportivas, o que gerou a segunda advertência e conseqüentemente a expulsão. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 254,§1°,II do CBJD.

 

AUTOS N°.677 /2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. ANDERSON GASPAR

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- JUVENIL -2013

JOGO: VILA FANNY FC X UNIÃO VILA SANDRA EC

DATA: 23/11/2013

DENUNCIADO (S)

JÚLIO  C. JACINTO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: JÚLIO C. JACINTO, massagista da equipe UNIÃO VILA SANDRA EC, portador do RG n°6.915.063-2, expulso da partida aos 70 minutos de jogo, por desrespeitar as decisões tomadas pela equipe de arbitragem. O denunciado, após o árbitro assistente não assinalar uma suposta falta a favor de sua equipe, proferiu as seguintes palavras; “Poha! Marca falta! Tá cedo!? De novo!? É a terceira vez! Seu louco” (sic). Por assim agir, incorre na sanção prevista no  artigo 258,§2°, II, do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 680/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGISTO RAMOS GRADELA

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- ADULTO -2013

JOGO: VILA HAUER EC X CAXIAS FC

DATA: 23/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

ELTON JONNI RADACHINSKI

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: ELTON JONNI RADACHINSKI, atleta da quipe CAXIAS FC, devidamente cadastrado na CBF n°452.021, expulso da partida aos 38 minutos da segunda etapa, por dulpa advertência. O denunciado foi advertido aos 22 minutos de jogo por falta cometida numa disputa de bola. Na 2ª advertência, ao seu turno, também numa disputa de bola, o denunciado agiu de modo temerário, chutando o tornozelo do adversário, o que gerou sua expulsão. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no  artigo 254,§1º, II do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 683/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HÉLIO ANJOS ORTIZ NETO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL –SUB 18-2013

JOGO: FC CASCAVEL X CORITIBA FC

DATA: 21/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

FC CASCAVEL

CORITIBA FC

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: FC CASCAVEL, entidade de prática desportiva, por apresentar sua equipe em campo após o horário estabelecido em regulamento, conforme se denota do relato do árbitro principal. Isto porquê, prevê o Regulamento da Competição em seu artigo 15, parágrafo único, que as equipes deverão estar em campo 05 (cinco) minutos antes do horário marcado para o início da partida. Entretanto, conforme consta da súmula em anexo, a equipe Denunciada apresentou-se para o primeiro tempo 2 (dois) minutos antes da partida (atraso de 3 minutos). Com tal conduta, a denunciada praticou os ilícitos tipificados no artigo 191, iniciso III, do             CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no parágrafo único, do arti 15, do Regulamento do Campeonato Paranaense- SUB 18.

 

2° DENUNCIADO: CORITIBA FC, entidade de prática desportiva, por apresentar sua equipe em campo após o horário estabelecido em regulamento, conforme se denota do relato do árbitro principal. Isto porquê, prevê o Regulamento da Competição em seu artigo 15, parágrafo único, que as equipes deverão estar em campo 05 (cinco) minutos antes do horário marcado para o início da partida. Entretanto, conforme consta da súmula em anexo, a equipe Denunciada apresentou-se para o primeiro tempo 2 (dois) minutos antes da partida (atraso de 3 minutos). Com tal conduta, a denunciada praticou os ilícitos tipificados no artigo 191, iniciso III, do             CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no parágrafo único, do arti 15, do Regulamento do Campeonato Paranaense- SUB 18.

 

 

AUTOS N°. 686/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RUBENS DOBRANSKI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL- 3ª DIVISÃO-2013

JOGO: SC SÃO JOSÉ X PATO BRANCO EC

DATA: 24/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

SC SÃO JOSÉ

FRANCISCO W. MACHUCA FILHO

JOSÉ IRANI DE ALMEIDA

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, porque deixou de realizar o pagamento da taxa de arbitragem, conforme consta no relatório da partida subscrito pelo árbitro principal. Com tal conduta, a denunciada praticou o ilícito tipificado no artigo 191, inciso III, do CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no artigo 38, do Regulamento Geral de Competições.

2° DENUNCIADO: FRANCISCO W. MACHUCA FILHO, massagista da EDP PATO BRANCO EC, espulso aos 19 minutos de partida do segunto tempo por reclamar com gestos e palavras da arbitragem, dizendo, “pô, só contra nós, marca só contra o Pato Branco”. Ainda, após sua expulsão de campo, o mesmo ainda disse “porra, vocês são uns merda, ladrão, safado, pode relatar”. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no  artigo 258 do CBJD.

3° DENUNCIADO: JOSÉ IRANI DE ALMEIDA, técnico da EDP PATO BRANCO, após o término da partida xingou a equipe de arbitragem dizendo ; “ Vocês são uns ladrão, safado, a federação quer tirar o Pato Branco, pode relatar, é isso mesmo” (sic). Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no artigo 258 do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 689/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. ANDERSON GASPAR

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL  FEMININO

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X COLOMBO FC

DATA: 15/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

FOZ DO IGUAÇU FC

LUZIA PEREIRA SALES

ALEXSANDRO TEODORO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva, por não manter no local da partida bolas da marca patrocinadora exclusiva da Federação Paranaense de Futebol (PENALTY), infringindo, de consequência, o art 36 do Regulamento Geral das Competições de 2013. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 191, inciso III do CBJD.

2° DENUNCIADO: LUZIA PEREIRA SALES, atleta com registro CBF sob n°291.275, da entidade de prática desportiva COLOMBO FC, por calçar e derrubar atleta adversário, na disputa de bola, motivando sua expulsão, por dupla advertência, aos 63 minutos da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no  artigo 250, do CBJD.

3° DENUNCIADO: ALEXSANDRO TEODORO, técnico da entidade de prática desportiva COLOMBO FC, por reclamar persistentemente da arbitragem, proferindo as seguintes palavras :”vão tudo a merda, seus fracos!”, motivando sua expulsão ao 62 minutos da partida. Aimda, afirmou à equipe de arbitragem, após ser excluído, que não tinha homem para tirá-lo do banco”, sendo necessário auxílio da Polícia Militar. Por fim, ao chegar ao vestiário, afirmou que  a Federação Paranaense é uma merda, por marcar a partida naquele horário. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no  artigo258, por 3 (três) vezes, cumulado com o artigo 184, todos do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 692/2013 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGUSTO RAMOS GRADELA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL-3ª DIVISÃO-2013

JOGO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE X FC CASCAVEL

DATA: 17/11/2013

 

DENUNCIADO (S):

WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR

WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR

RENAN FELIPE FERREIRA DOS SANTOS

ROBERTO ASSUNÇÃO DE MELLO

EDUARDO DA SILVA SILVEIRA

JAIR RODRIGUES PEREIRA

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR, técnico da entidade de prática desportiva A. PORTUGUESA LONDRINENSE, por deixar a sua área técnica, indo em direção ao banco de reservas da equipe adversária, e provocar a comissão técnica da EDP adversária com gestos obscenos, motivando sua expulsão, aos 79 minutos da partida. Por assim agir, incorre na sanções previstas no artigo 258-B do CBJD.

2° DENUNCIADO: WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR, , técnico da entidade de prática desportiva A. PORTUGUESA LONDRINENSE, por após ser expulso de campo, invadir novamente, o campo de jogo e reclamar com a equipe de arbitragem afirmando: “por que eu ? Eu vou sair, mas tem que tirar o outro também, pelo amor de Deus!”, ao 79 minutos da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no  artigos 258 e 258-B do CBJD.

3° DENUNCIADO: RENAN FELIPE FERREIRA DOS SANTOS, preparador de goleiros da entidade de prática desportiva  A. PORTUGUESA LONDRINENSE, por deixar sua área técnica e reclamar ao 4° árbitro da partida com as seguintes palavras: “vai toma no cú, seu filho da puta”, necessitando ser contido e retirado pela Polícia Militar, motivando sua expulsão aos 79 minutos da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no  artigo 258 e 258-B, todos do CBJD.

4° DENUNCIADO: ROBERTO ASSUNÇÃO DE MELLO,  massagista da entidade de prática desportiva FC CASCAVEL, por, ao ser provocado pelo Sr. Walberto, proferir as seguintes palavras a este “vai toma no cú canário, seu filho da puta”, motivando sua exclusão aos 79 minutosda partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no  artigo 258, do CBJD.

5° DENUNCIADO: EDUARDO DA SILVA SILVEIRA,árbitro da partida, por deixar de relatar as ocorrências disciplinares referente ao técnico WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR, consistente no detalhamento necessário das provocações e dos atos obscenos. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 266 do CBJD.

6° DENUNCIADO: JAIR RODRIGUES PEREIRA, delegado da partida, por deixar de relatar as ocorrências disciplinares referente ao técnico WALBERTO RAMOS MARTINS JUNIOR, consistente no detalhamento necessário das provocações e dos atos obscenos. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 266 do CBJD.

 


Publicação: 05/12/2013 às 17:10