Sessão: Segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

.: Pauta 1ª Comissão Disciplinar 17 de fevereiro de 2014 :.

 

1ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 17/02/2014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 004/2014

 

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Despotiva, tornando público através deste Edital, que,

 

No dia 17 DE FEVEREIRO DE 2014 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Segunda - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina,2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

 

AUTOS N°. 028/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. EDUARDO VARGAS NETO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 1ª Divisão

JOGO: PARANÁ CLUBE X MARINGÁ FC

DATA: 23/01/2014

DENUNCIADO (S):

MARINGÁ FC

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: MARINGÁ F.C., equipe de prática desportiva regularmente inscrita no Campeonato de Paranaense de Futebol Profissional – 1ª Divisão, por ser responsável pelo atraso de 02 (dois) minutos para o início da segunda etapa da partida. A equipe denunciada retornou dos vestiários para reinício da partida com 02 (dois) minutos de atraso sem qualquer justificativa. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 206 do  Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

 

AUTOS N°. 031/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 1ª Divisão

JOGO: MARIGÁ FC X CORITIBA FC

DATA: 19/01/2014

DENUNCIADO (S):

MARINGÁ FC

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: MARINGÁ FUTEBOL CLUBE, entidade de prática desportiva, em virtude de ter ocorrido o lançamento de uma pedra de gelo aos 36 minutos do 2.° tempo, a qual atingiu as costas do arbitro assistente n.° 02, Senhor Luciano Roggenbam. O objeto foi arremessado pela torcida do clube denunciado, após a realização do segundo gol da equipe. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 213, inciso III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

 

AUTOS N°. 034/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MIGUEL ANGELO RASBOLD

INADIMPLEMENTO: PARCELAMENTO DE MULTA AUTOS n°034/2013

 

DENUNCIADO (S):

ATLÉTICO CLUBE PARANAVAÍ

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. FLAVIA LUCIA MOSCAL DE BRITTO MAZUR

1° DENUNCIADO: ATLÉTICO CLUBE PARANAVAÍ, conforme atesta certidão de fls. 12 dos autos, a equipe Denunciada não efetuou o pagamento de multa aplicada por este E. Tribunal de Justiça Desportiva no valor de RS10.1500,00(dez mil cento e cinquenta reais, fls. 06/07,eis que pagou apenas a primeira parcela no valor de R$5.000,00(cinco mil reais)fl.11. As demais parcelas no valor de R$1.030,00 (um mil e trinta reais) que deveriam ter ocorrido em 09/10/2013,09/11/2013,09/12/2013,09/01/2014,  não foram quitadas até a presente data.Com esta atitude, a equipe Denunciada afrontou ao disposto no artigo 223 do CBJD.

 

 

 

Publicação: 12/02/2014 às 16:40