Sessão: Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

.: Decisão da 3° Comissão Disciplinar - 26 de fevereiro de 2014 :.

3° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 26 DE FEVEREIRO DE 2.014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 009/2014

 

Ao vigésimo sexto dia do mês de fevereiro do ano de dois mil e quatorze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 3° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Humberto Ciccarino Filho – Presidente, Irineu Toninello, Mauro Ribeiro Borges e José Alvacir Guimarães, o procurador Bruno Cavalcante de Oliveira e a secretária Dayane Fernanda Pacheco. Estando ausente o auditor Samuel Torquato que justificou sua ausência. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

 

AUTOS N° 036/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO-2014

JOGO: ARAPONGAS EC X LONDRINA EC

DATA: 09/02/2014

DENUNCIADO (S):

ARAPONGAS ESPORTE CLUBE

LONDRINA ESPORTE CLUBE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

DENUNCIADO: ARAPONGAS ESPORTE CLUBE, entidade de Prática Desportiva, entidade de prática desportiva, por deixar de manter o local do evento com a infraestrutura necessária a assegurar a realização do evento, devido a exclusão do gandula, Senhor Claudemir Santos, por retardar a reposição de bola, descumprindo a equipe os artigos 30, inciso VII, e 32,§5°, ambos do Regulamento Geral das Competições. Por assim agir, incorre nas sanções previstas nos  artigos 211 e 191, III, ambos do CBJD.

2° DENUNCIADO: LONDRINA ESPORTE CLUBE, entidade de prática desportiva, em virtude de ter ocorrido o lançamento de uma garrafa plástica contendo água ao final do 1.° tempo, a qual foi em direção ao assistente Senhor Rafael Dias de Melo. O objeto foi arremessado pela torcida do clube denunciado, a qual era visitante na partida em questão. Frisa-se que o objeto caiu ao lado do referido arbitro, dentro do campo de jogo. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 213, inciso III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações: Foi requerida a baixa dos autos a procuradoria para análise.

Defensor (a): Dr. Nixon Alexandro Fiori (1° denunciado) e Dr. José Francisco Cunico Bach (2° denunciado).

DECISÃO 3° C.D.:

ARAPONGAS ESPORTE CLUBE- POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

LONDRINA ESPORTE CLUBE- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N° 039/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO-2014

JOGO: J. MALUCELLI X RIO BRANCO SC

DATA: 08/02/2014

DENUNCIADO (S):

RIO BRANCO SC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: RIO BRANCO S/C, entidade de prática desportiva, porque deixou tomar providências capazes de prevenir que seus torcedores atirassem rolos de papel higiênico contra o assistente n.º 02 da partida e no campo de jogo. Além disto, seus torcedores tentaram atingir o mesmo assistente com cusparadas, conforme relatório do árbitro principal e do delegado da partida. Desta forma, a conduta da Denunciada subsume-se ao inciso III, do art. 213, do CBJD, devendo, portanto, ser apenada.

Observações:

Defensor (a): Dr. Acir correia neto

DECISÃO 3° C.D.:

RIO BRANCO SC- Auditor relator votou pela pena de multa no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais). Divergiram os votos os auditores Mauro Ribeiro Borges, Irineu Toninello e Humberto Ciccarino. POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N° 033/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO-2014

JOGO: CA PARANAENSE X CORITIBA FOOT BALL CLUB

DATA: 09/02/2014

DENUNCIADO (S):

CORITIBA FOOT BALL CLUB

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RAFAEL FABRÍCIO DE MELO

DENUNCIADO: CORITIBA FOOT BALL CLUB, Entidade de Prática Desportiva, por ter, antes do início da partida entrado em campo às 19 horas e 22 minutos, quando, para cumprimento do parágrafo único do artigo 43 do Regulamento Geral da Federação Paranaense de Futebol, deveria entrar, no máximo, às 19 horas e 20 minutos. Assim agindo, a EPD ora denunciada, atrasou sua entrada em 2 minutos, descumprindo a obrigação estabelecida no referido regulamento, incorrendo, portanto, nas penas do artigo 191, inciso III do CBJD.

Observações:

Defensor (a): Dr. Itamar Luiz Monteiro Côrtes

DECISÃO 3° C.D.:

CORITIBA FOOT BALL CLUB- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N°. 030/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 1ª Divisão-2014

JOGO: CIANORTE FC X CA PARANAENSE

DATA: 16/02/2014

DENUNCIADO (S):

CIANORTE FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: CIANORTE FC, atestou o delegado da partida que o estádio não possuía banco de reservas para até doze atletas. Por não disponibilizar, banco de reservas para doze atletas o primeiro denunciado ainda infringiu o parágrafo único do artigo 33 do Regulamento Geral das Competições. A não observância do parágrafo único do artigo 33 do Regulamento geral das Competições, caracteriza infração ao artigo 191, III do CBJD.

Observações:                                                                                                                

Defensor (a):

DECISÃO 3° C.D.:

CIANORTE FC- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Dayane Fernanda Pacheco, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná

Curitiba/PR, 26 de fevereiro de 2.014.

 

 

HUMBERTO CICCARINO

Presidente

 

 

DAYANE FERNANDA PACHECO

Secretaria

 




Referências:

26/02/2014 - Pauta 3ª Comissão Disciplinar 26 de fevereiro de 2014
Publicação: 27/02/2014 às 14:35