Sessão: Segunda-feira, 26 de maio de 2014

.: Pauta da 1° Comissão Disciplinar - 26 de maio de 2014 :.

 1ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 26/05/2014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 026/2014

 

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

 

No dia 26 DE MAIO DE 2014 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Segunda - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina,2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N°. 73/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CARLOS ALBERTO ZITTA

JOGO: ABE NOVO MUNDO X UNIÃO CAPÃO RASO FC   DATA: 09/10/2013

 

DENUNCIADO (S):

GEAN PAULO R. DE SOUZA

PAULO SÉRGIO MARTINS

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: GEAN PAULO R. DE SOUZA, atleta do Novo Mundo, por receber a segunda advertência e ser expulso por impedir um ataque promissor da equipe adversária, impedindo o atleta adversário de seguir, puxando sua camisa. Ferindo, portanto o art. 258 do CBJD.

2° DENUNCIADO: PAULO SÉRGIO MARTINS, atleta do Capão Raso , por dizer à assistente, após uma marcação de impedimento: “VOCÊ É UM PAU NO CÚ”, recebeu o cartão vermelho e em segunda atitude, foi em direção ao arbitro com intenção de agredi-lo com um soco, mas ao levantar a mão, foi impedido pelo companheiro de equipe que o retirou de campo. Ferindo, portanto, os arts. 258,II e 258 do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 106/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MIGUEL ÂNGELO RASBOLD

1° COPA DE FUTEBOL AMADOR DA CAPITAL- ADULTO - 2014

JOGO: UNIÃO VILA SANDRA E.C. X UBERLÂNDIA E.C.   DATA: 12/04/2014

 

DENUNCIADO (S):

EDISON LUIZ PLACHA JUNIOR

LUIZ ROBERTO LAUDELINO

GUILHERME AUGUSTO RODRIGUES

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RAFAEL FABRÍCIO DE MELO

 

1° DENUNCIADO: EDISON LUIZ PLACHA JUNIOR, Atleta da EPD UNIÃO VILA SANDRA ESPORTE CLUBE, BID nº 331.634, por ter, aos 75 minutos (30 minutos do 2° tempo) de jogo, na disputa de bola, atingido as duas pernas do atleta adversário com um carrinho na altura da canela. O denunciado foi expulso diretamente. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 254 do CBJD.

2° DENUNCIADO: LUIZ ROBERTO LAUDELINO, Atleta da EPD UNIÃO VILA SANDRA ESPORTE CLUBE, BID nº 295.929, por ter, aos 85 minutos (40 minutos do 2° tempo) de jogo, na disputa de bola, atingido a perna esquerda do atleta adversário com um carrinho por trás. O denunciado foi expulso diretamente. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 254 do CBJD.

3° DENUNCIADO: GUILHERME AUGUSTO RODRIGUES, Atleta da EPD UBERLÂNDIA ESPORTE CLUBE, BID nº 399.950, em razão das condutas infracionais independentes e autônomos entre si abaixo descritas:

1ª conduta

            1.         O Atleta denunciado, aos 85 minutos (40 minutos do 2° tempo) de jogo, após ter sofrido uma falta, partiu para agressão contra o atleta faltoso, luiz roberto laudelino, desferindo-lhe um soco na face, fazendo com que o agredido necessitasse de atendimento. O denunciado foi expulso diretamente.       
Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 254-A, §1°, I do CBJD.

2ª conduta

            2.         Não bastasse a infração acima descrita, o ora denunciado, ao ser expulso de campo, partiu para cima do Árbitro da partida, desferindo-lhe um chute na coxa esquerda, ameaçando-o com a afirmação “eu vou te pegar filho da puta” e ofendendo-o com a afirmação “babaca, filho da puta, você não sabe onde está pau no cú”.       
                        Destaque-se que o comportamento infracional do ora denunciado somente cessou mediante a intervenção dos atletas de sua EPD.          
                       
Por assim agir, o denunciado incorreu de forma autônoma e independente nas sanções previstas no artigo 254-A, §3°, no artigo 243-C e artigo 243-F, §1°, nos termos do artigo 184, todos do CBJD.

FOI INTIMADO COMO TESTEMUNHA SR. EDUARDO ELIAS MELEK, ÁRBITRO PRINCIPAL DA PARTIDA E O SR. JOSÉ HÊNIO DA SILVA, DELEGADO DA FPF.

 

AUTOS N°. 115/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 18 - 2014

JOGO: ROMA ESPORTE DE APUCARANA X JUNIOR TEAM F.C.   DATA: 29/03/2014

 

DENUNCIADO (S):

WELISSON TRAVAIM LAURINDO

RAFAEL FERREIRA DO NASCIMENTO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: WELLISSON TRAVAIM LAURINDO, registro CBF nº 419235, atleta integrante da entidade de prática desportiva Roma Esporte de Apucarana, por trocar tapas com atleta adversário, Rafael Ferreira do Nascimento, fora da disputa de bola, motivando a sua expulsão, aos 68’00’’ da partida, de forma direta. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254-A, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: RAFAEL FERREIRA DO NASCIMENTO, registro CBF nº 296239, atleta integrante da entidade de prática desportiva Junior Team Futebol, por trocar tapas com atleta adversário, Wellisson Travaim Laurindo, fora da disputa de bola, motivando a sua expulsão, aos 68’00’’ da partida, de forma direta. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254-A, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N°. 118/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MIGUEL ÂNGELO RASBOL

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 18 - 2014

JOGO: GRECAL X PARANÁ CLUBE DATA: 02/04/2014

 

DENUNCIADO (S):

RAFAEL B. DA SILVA

GUILHERME NATAN PAIANO DOS SANTOS

MAURICIO MOCELIM FEREIRA

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: RAPAEL B. DA SILVA, registro CBF nº 463556, atleta integrante da entidade de prática desportiva GRECAL, por colocar a mão, intencionalmente, na bola, motivando a sua expulsão, aos 48’00’’ da partida, por dupla advertência. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 250, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: GUILHERME NATAN PAIANO DOS SANTOS, árbitro da partida, por deixar de relatar os acontecimentos em torno do Sr. Nivaldo Junior, preparador físico do GRECAL, os quais foram parcialmente relatados pelo Delegado da partida no item observações finais. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 266, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: MAURICIO MOCELIM FERREIRA, delegado da partida, por relatar as ocorrências em torno do Sr. Nivaldo Junior, preparador físico do GRECAL, de forma a impossibilitar a real situação ocorrida, já que dos fatos narrados pelo denunciado não se pode chegar a conclusão de que o preparador foi excluído de campo, por ter reclamado excessivamente, ou o árbitro teve outra atitude contra ele. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 266, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

AUTOS N°. 121/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CARLOS ALBERTO ZITTA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 15 - 2014

JOGO: PSTC X OPERÁRIO F.E.C. DATA: 12/04/2014

 

DENUNCIADO (S):

OPERÁRIO F.E.C.

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: OPERÁRIO F.E.C., entidade de prática desportiva, por incluir ou fazer constar da súmula atleta sem condições de jogo, pois o atleta Guilherme Alves Gonçalves (RG nº 11.089.941-6) não possui registro junto à Federação Paranaense de Futebol e, de consequência, não estava relacionado no BID, descumprindo o estabelecido no art. 9º, do Regulamento da Competição. Por assim agir, incorre nas sanções previstas nos artigos 191, III e 214, c/c art. 184, todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

________________________________________________________________________________________________

AUTOS N°. 124/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. EDUARDO VARGAS NETO

51ª TAÇA PARANÁ DE FUTEBOL AMADOR- ADULTO - 2014

JOGO: FANÁTICO F.C. X A.M. JARDIM NOVA CAMPINA DATA: 13/04/2014

 

DENUNCIADO (S):

LEANDRO M.G. SILVA

A.M. JARDIM NOVA CAMPINA

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

1° DENUNCIADO: LEANDRO M. G. SILVA, atleta da equipe do A.M. JARDIM NOVA CAMPINA, por ter sido expulso direto aos 19’ de partida, por derrubar com uma rasteira o atleta adversário em disputa de bola, fato este cometido dentro da pequena área de sua, frustrando chance clara de gol, conforme relato do arbitro da partida. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 250, §1.°, I, do CBJD.

2° DENUNCIADO: A.M. JARDIM NOVA CAMPINA, entidade de prática desportiva, por  ter dado causa ao encerramento da partida aos 74’ de partida, após relatos dos atletas de que estariam com lesão muscular, e que não haviam condições de continuar a partida. Como ocorreu a queda do 7.° atleta, a equipe ficou reduzida à apenas 6 (seis) jogadores em campo, o que motivou o encerramento da partida pela arbitragem, conforme bem relatado no relatório da arbitragem. Salienta-se que a equipe denunciada já perdia o jogo por 9 x 0. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 205, do CBJD.

________________________________________________________________________________________________

AUTOS N°. 127/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 18 - 2014 

JOGO: OPERÁRIO F.E.C. X MARINGÁ F.C. DATA: 05/04/2014

 

DENUNCIADO (S):

HOELLISSON ALVES FERREIRA

OPERÁRIO F.E.C.

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

1° DENUNCIADO: HOELLISSON ALVES FERREIRA,  atleta da equipe do OPERÁRIO F.E.C., por ter sido expulso direto aos 75’ de partida, após agredir com um pontapé, fora da disputa da bola, o atleta adversário na altura do joelho. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 254-A, §1°, I, do CBJD.

2° DENUNCIADO: OPERÁRIO F.E.C., entidade de prática desportiva, por não ter tido policiamento na partida em questão, o que ficou atestado pelo relatório do arbitro e pelo relatório do delegado da partida em questão, ferindo o artigo 32, do Regulamento Geral das Competições, senão vejamos: Art. 32 - Ao CLUBE mandante, para a realização da partida, além das medidas de ordem administrativas e técnicas indispensáveis à segurança e à normalidade do espetáculo, compete, entre outras, as seguintes providências: I - solicitar formalmente policiamento para seus jogos, providenciando para que o policiamento do campo seja feito exclusivamente por policiais fardados, respondendo pelas correspondentes despesas; Por assim agir, incorre nas sanções previstas nos artigos 191, incisos I, II e III e 221, todos do CBJD.

 

AUTOS N°. 130/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MIGUEL ÂNGELO RASBOLD

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1° DIVISÃO - 2014 

JOGO: CIANORTE D.C X OPERÁRIO F.E.C. DATA: 30/03/2014

 

DENUNCIADO (S):

GABRIEL VITALINO GANZER

JOVANY FERNANDO RODRIGUES DA COSTA

GILBERTO BARBOSA NUNES FILHO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

1° DENUNCIADO: GABRIEL VITALINO GANZER,  atleta da equipe do CIANORTE FUTEBOL CLUBE, por ter sido expulso direto aos 83’ de partida, após atingir um carrinho por trás, em disputa de bola com o adversário de n.° 11 da equipe adversária. O atleta foi atendido pelos médicos do clube e retornou posteriormente à partida. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 254-A, §1°, I, do CBJD.

2° DENUNCIADO: JOVANY FERNANDO RODRIGUES DA COSTA, atleta do CIANORTE FUTEBOL CLUBE, foi expulso de campo aos 86’ da partida, após chutar a placa de publicidade e proferir as seguintes palavras: “Vai tomar no cu, apita essa porra”. Tais palavras foram presenciadas pelo Assistente n.° 01, Senhor Aristides Pereira da Silva Junior. Sua atitude incorre nas penalidades do artigo 258, §2.°, inciso II,  do CBJD.

3° DENUNCIADO: GILBERTO BARBOSA NUNES FILHO, atleta do CIANORTE FUTEBOL CLUBE, este, aos 90’ + 5’ da partida, segurou um adversário que estava em “lance promissor”, frustrando qualquer possibilidade de gol, o atleta foi advertido pela segunda vez, sendo expulso. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 250, §1.°, I, do CBJD.

Publicação: 21/05/2014 às 15:56