Sessão: Terça-feira, 28 de outubro de 2014

.: Pauta 2º Comissão Disciplinar - 28 de Outubro de 2014. :.

 

 

2ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 28/10/2014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 070/2014

 

 

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Paulo César Gradela Filho e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

 

No dia 28 DE OUTUBRO DE 2014 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Terça - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

 

 

AUTOS N°. 347/2014– EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HÉLIO ANJOS ORTIZ NETO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL  - SÉRIE A - 2014

JOGO:SRE BANGÚ X VILA HAUER EC

DATA:  16/08/2014

 

DENUNCIADO(S):

 

WAGNER DA CRUZ GOMES

LEANDRO LION S. TOBIAS

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DRA. FLÁVIA LUCIA MOSCAL DE BRITTO MAZUR

 

1° DENUNCIADO: WAGNER DA CRUZ GOMES, o atleta do SRE BANGU foi expulso de forma direta aos 18 minutos de jogo em razão de ter agredido ser adversário com as duas mãos, na altura do peito, de forma violenta e fora da disputa de bola. Infringindo o artigo 254-A do CBJD.

 

2° DENUNCIADO: LEANDRO LION S. TOBIAS, atleta da equipe VILA HAUER EC, Foi expulso de forma direta aos  80 minutos de jogo em razão de ter calçado seu adversário, impedindo uma chance clara de gol. Após ser expulso, ofendeu o árbitro com as seguintes palavras “caralho, careca filho da puta, otário”. Infringindo o artigo 250§ 1º, I e art. 243-F do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 350/2014– EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. LUCIANO COSTENARO DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2º DIVISÃO - 2014

JOGO: NACIONAL AC X PSTC

DATA: 17/09/2014

 

DENUNCIADO(S):

 

DIEGO DE JESUS FIUZA

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: DIEGO DE JESUS FIUZA, atleta com registro nº 171.939, integrante da entidade de prática desportiva NACIONAL AC, por proferir as seguintes palavras ao árbitro “VAI TOMAR NO CU, FILHO DA PUTA”, motivando sua expulsão, de forma direta, aos 45’00’’ da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 258 do CBJD.

 

 

AUTOS N°. 353/2014– EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGUSTO RAMOS GRADELA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2º DIVISÃO -  2014

JOGO: APUCARANA SPORTS X NACIONAL AC

 

DENUNCIADO(S):

 

BRUNO O. GROSSO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

 

1° DENUNCIADO: BRUNO O. GROSSO, preparador físico integrante da entidade de prática desportiva APUCARANA SPORTS, por proferir as seguintes palavras ao árbitro “CEGO, SEU LOCO, A BOLA PEGOU NA MÃO DO ATACANTE”, motivando sua expulsão, de forma direta aos 78’00’’ da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 258 do CBJD.

 

 

 

­­­­­­­­AUTOS N°. 356/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RUBENS DOBRANSKI

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – JUVENIL – SÉRIE B  – 2014

JOGO: SANTISSIMA TRINDADE FC X VILA FANNY

DATA: 13/09/2014

 

DENUNCIADO(S):

 

SANTISSIMA TRINDADE FC

LUCAS MATHEUS PINTO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

1° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C.,  entidade desportiva, em virtude da inexistência de placas para a substituição dos atletas, deixando de manter o local com estrutura suficiente para assegurar a realização da partida, dentro das regras e normas da competição e da própria Federação Paranaense de Futebol, infringindo assim o artigo 211, do CBJD.

 

2° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C.,  entidade desportiva, em virtude da precariedade do vestiário da equipe de arbitragem, impossibilitando seu uso, deixando de manter o local com estrutura suficiente para assegurar a realização da partida dentro das regras e normas da competição e da própria Federação Paranaense de Futebol, infringindo assim o artigo 211, do CBJD.

 

3° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C.,  entidade desportiva, em virtude de não ter fornecido água potável para a equipe de arbitragem, deixando de manter o local com estrutura suficiente para assegurar a realização da partida dentro das regras e normas da competição e da própria Federação Paranaense de Futebol, infringindo assim o artigo 211, do CBJD.

 

4° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C.,  entidade desportiva, em virtude de haver fios de “pipa”, atrapalhando a partida em questão, conforme relatado no relatório da arbitragem, que inclusive informou o pouco caso dos dirigentes do clube, deixando de manter o local com estrutura suficiente para assegurar a realização da partida dentro das regras e normas da competição e da própria Federação Paranaense de Futebol, infringindo assim o artigo 211, do CBJD.

 

5° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C.,  entidade desportiva, em virtude de ter disponibilizado para o Delegado da Partida local com coluna central, impossibilitando a visão adequada e total do campo de jogo, deixando de manter o local com estrutura suficiente para assegurar a realização da partida dentro das regras e normas da competição e da própria Federação Paranaense de Futebol, infringindo assim o artigo 211, do CBJD.

 

6° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C., agremiação esportiva, haja vista que constou no Relatório do Delegado do jogo que não haviam gandulas presentes na partida em questão, deixando de cumprir o Regulamento Geral das Competições, infringindo o artigo 211, do CBJD.

 

7° DENUNCIADO: SANTÍSSIMA TRINDADE F.C., agremiação esportiva, haja vista que constou no Relatório do Delegado do jogo que não havia maqueiros na partida, deixando de cumprir o Regulamento Geral das Competições,  infringindo o artigo 191, inciso III, do CBJD.

 

8° DENUNCIADO: LUCAS MATHEUS PINTO, atleta da equipe do SANTÍSSIMA TRINDADE F.C., por ter sido expulso direto aos 58’ de partida, após dar um chute nas pernas do atleta adversário, fora da disputa da bola, quando o referido jogador atingido estava caído após a paralisação para a cobrança de uma falta. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 254-A, inciso II, do CBJD.

 

__________________________________________________________________________________________

 

­­­­­­­­AUTOS N°. 359/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HÉLIO ANJOS ORTIZ NETO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE B  – 2014

JOGO: CR UMBARÁ X CA NACIONAL

 

DENUNCIADO(S):

 

CR UMBARÁ

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAURICIO MUSSI CORREA

 

1° DENUNCIADO: CR UMBARÁ, agremiação esportiva, haja vista a ausência de policiamento na praça esportiva ou de qualquer justificativa, conforme narrado no Relatório da partida, e no Relatório do Delegado do jogo, conforme lhe competia solicitar para o jogo, a teor do que dispõe o Regulamento Geral das Competições. Assim, corroborando com o entendimento que vem sendo adotado pela Procuradoria desta corte, pede-se o apenamento da agremiação esportiva CR UMBARÁ, por deixar de cumprir o regulamento geral ou especial, da competição, infringindo consequentemente o artigo 191 III do CBJD.

 

Publicação: 23/10/2014 às 15:15