Sessão: Quarta-feira, 12 de novembro de 2014

.: Pauta 3º Comissão Disciplinar - 12 de Novembro de 2014. :.

 

3ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 12/11/2014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 077/2014

 

 

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Paulo César Gradela Filho e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

 

No dia 12 DE OUTUBRO DE 2014 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

 

AUTOS N° 363/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR.JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE A - 2014

JOGO: SOBE IGUAÇU X UBERLÂNDIA EC DATA:  13/09/2014

 

DENUNCIADO (S):

 

DAVID PEDRO DA SILVA

UBERLANDIA EC

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

 

DENUNCIADO: DAVID PEDRO DA SILVA, treinador da EDP Uberlândia EC, excluído aos 12’ (doze minutos) de partida, porque após a marcação de uma falta se dirigiu ao árbitro dizendo “já vai começar essa merda caralho”. Ainda, após a exclusão o Denunciado invadiu o campo de jogo e preferiu os seguintes dizeres ao árbitro: “seu filho da puta, o que que eu fiz, eu vou te bater vagabundo”. Após sair do campo o Denunciado ainda disse: “seu filho da puta, ladrão”.  Em face de tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no caput do art. 258 do CBJD.

 

 

DENUNCIADO: UBERLÂNDIA EC, entidade de prática desportiva, porque, conforme consta do relatório do árbitro e do Delegado do Jogo, teve seu campo invadido pelo seu técnico. Com tal conduta, a Denunciada infringiu o disposto no art. 213, do CBJD.

 

 

 

AUTOS N° 366/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 20 -  2014

JOGO:  RIO BRANCO SC X LONDRINA EC DATA: 27/10/2014

 

DENUNCIADO (S):

 

RIO BRANCO SC

OTAVIO ARTUR DA SILVA

VALDEMAR MULUMBA

HYGOR HENRIQUE S. MORAES

WEMBLEY C.S. CARDOZO

PEDRO H. R. SANTANA

JOÃO MARIA S. DE ANDRADE

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

DENUNCIADO: RIO BRANCO S.C., agremiação esportiva, haja vista que constou no Relatório do Delegado do jogo que não havia maqueiros na partida, deixando de cumprir o Regulamento Geral das Competições e o Regulamento Especial da competição, infringindo o artigo 191, inciso III, do CBJD.

 

DENUNCIADO: RIO BRANCO S.C., agremiação esportiva, haja vista que constou no Relatório do Delegado do jogo que não haviam gandulas presentes na partida em questão, deixando de cumprir o Regulamento Geral das Competições e o Regulamento Especial da competição, infringindo o artigo 191, inciso III, do CBJD.

 

DENUNCIADO: OTAVIO ARTUR DA SILVA, preparador físico da equipe do RIO BRANCO S.C., expulso do campo de partida aos 6’, após ter proferido as seguintes palavras: “porra, que merda professor, vê os dois lados, não foi nada”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258, §2.°, inciso II do CBJD.

 

DENUNCIADO: VALDEMAR MULUMBA, funcionário da equipe do RIO BRANCO S.C., invadiu o campo de partida, no intervalo de jogo, reclamando desrespeitosamente da   equipe de arbitragem, proferindo os seguintes dizeres: “Vocês são uns filhos da puta, tratem de apitar certo esse jogo, seus merdas. Vou esconder a chave do vestiário de vocês e quero ver vocês saírem daqui hein, seus fracos”. Após isso, o denunciado foi contido e retirado do local pelos policiais presentes. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas, respectivamente, nos artigos 258-B e 258 §2.° inciso II, ambos do CBJD.

 

DENUNCIADO: HYGOR HENRIQUE S. MORAES, atleta do RIO BRANCO S.C., por ter sido expulso por dupla advertência, aos 60’ de jogo, ao praticar conduta antidesportiva ao dar um carrinho contra o atleta adversário, praticando jogada temerária, na disputa da bola, conforme relatado na sumula da partida. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258 do CBJD.

 

DENUNCIADO: WEMBLEY C.S. CARDOZO, atleta do LONDRINA E.C., foi expulso direto aos 86’, por empregar linguagem ofensiva ao atleta adversário, proferindo os seguintes dizeres: “seu filho da puta, pare de reclamar, seu fraco”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258 do CBJD.

 

DENUNCIADO: PEDRO H.R. SANTANA, atleta do RIO BRANCO S.C., foi expulso direto aos 86’, por também empregar linguagem ofensiva ao atleta adversário, proferindo os seguintes dizeres: “reclamar do que? Filha da puta é você, seu pia de merda”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258 do CBJD.

 

DENUNCIADO: JOÃO MARIA S. DE ANDRADE, massagista da equipe do RIO BRANCO S.C., que após o término da partida se dirigiu na direção da equipe de arbitragem e proferiu os seguintes dizeres: “Parabéns para vocês. Diogo não estava impedido naquele lance, seus merda mesmo, quero vê saírem daqui, quero ve no profissional aqui dentro, seus lixos.” Frisa-se que a equipe de arbitragem só conseguiu chegar aos vestiários após a intervenção da policia, a qual retirou o denunciado em questão.  Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258, §2.° inciso II, do CBJD.

 

______________________________________________________________________________________

 

AUTOS N° 369/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL  - SÉRIE A – ADULTO -  2014

JOGO: SOBE IGUAÇU X COMBATE BARREIRINHA FC DATA: 04/10/2014

 

DENUNCIADO (S):

CELSO DOMINGUES

JACKSON S. PAZ

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

 

DENUNCIADO: CELSO DOMINGUES, técnico da equipe do SOBE IGUAÇU, foi excluído do campo de partida aos 55’ por reclamar com gestos e por ter proferido as seguintes palavras: “não marca uma pra nós, caralho, seu merda,”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258, §2.°, inciso II do CBJD.

 

DENUNCIADO: JACKSON S. PAZ, atleta da equipe do COMBATE BARREIRINHA, por ter sido expulso direto aos 76’ de partida, por jogo brusco grave, atingindo com as duas solas dos pés o tornozelo esquerdo do atleta adversário, em disputa de bola. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 254, do CBJD.

 

 

AUTOS N° 372/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2º DIVISÃO -  2014

JOGO: PSTC X FOZ DO IGUAÇU FC DATA: 21/09/2014

 

 

DENUNCIADO (S):

 

ENIO BODELÃO DE SIQUEIRAENIO

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

 

DENUNCIADO: ENIO BODELÃO DE SIQUEIRAENIO, preparador físico da equipe ABE NOVO MUNDO FC, expulso da partida aos 23’ de jogo, por reclamar acintosamente das decisões tomadas pela equipe de arbitragem. O denunciado, mesmo após ser advertido verbalmente pelo árbitro auxiliar e pelo delegado da partida,  continuou a reclamar. Quando advertido pelo árbitro principal ‘’ então apita essa porra’’, dando origem a sua expulsão. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258 § 2º II do CBJD

 

 

AUTOS N° 375/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB 20-  2014

JOGO: FRANCISCO BELTRÃO FC X AA BATEL DATA: 20/09/2014

 

 

DENUNCIADO (S):

 

FRANCISCO BELTRÃO FC

FELIPE DOLINSKI

ALTER JOSÉ RAGADALI

ENDRIGO VICENTE FERON

ALCIONE VAZ

 

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

 

DENUNCIADO: FRANCISCO BELTRÃO FC, entidade de prática desportiva, porque deixou de realizar o pagamento da taxa de arbitragem, conforme consta no relatório da partida subscrito pelo árbitro principal. Com tal conduta, a Denunciada praticou o ilícito tipificado no artigo 191, inciso III, do CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no art. 40, do Regulamento Geral de Competições.

 

DENUNCIADO: FELIPE DOLINSKI, atleta da EDP Francisco Beltrão FC, expulso aos 25’ (vinte e cinco minutos) de partida, porque, conforme consta do relatório do árbitro principal da partida, fora de qualquer disputa de bola, o Denunciado desferiu um chute na perna de seu adversário, de forma a configurar agressão. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, do CBJD.

 

DENUNCIADO: ALTER JOSÉ RAGADALI, árbitro principal no jogo em epígrafe, por preencher de forma incompleta a súmula do jogo, especialmente quanto a exclusão do técnico da Equipe Francisco Beltrão FC, deixando de mencionar detidamente os seus motivos. Valendo destacar que esta omissão prejudica a devida análise da súmula do jogo, dificultando eventuais punições. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no caput do art. 266 do CBJD.

 

DENUNCIADO: ENDRIGO VICENTE FERON, delegado da FPF no jogo em epígrafe, por preencher de forma incompleta o seu relatório, especialmente quanto a exclusão do técnico da Equipe Francisco Beltrão FC, deixando de mencionar detidamente os seus motivos. Valendo destacar que esta omissão prejudica a devida análise das ocorrências do jogo, dificultando eventuais punições. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no caput do art. 266 do CBJD.

 

DENUNCIADO: ALCIONE VAZ, treinador da EDP Francisco Beltrão FC, excluído de campo aos 30’ (trinta minutos) de partida por protestar contra a equipe de arbitragem. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258 do CBJD.

 

 

Publicação: 06/11/2014 às 13:30