Sessão: Terça-feira, 18 de novembro de 2014

.: Decisão da 2° Comissão Disciplinar - Dia 18 de Novembro de 2014 :.

 2° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 18 DE NOVEMBRO DE 2.014

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 080/2014

 

Ao décimo oitavo dia do mês de novembro do ano de dois mil e quatorze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 2° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Anderson Gaspar- Presidente, Rubens Dobranski, Luciano Costenaro de Oliveira e Cesar Augusto Ramos Gradela, o procurador Pedro Henrique Val Feitosa. Estando ausente o auditor Hélio Anjos Ortiz Neto. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

AUTOS N°. 398/2014– AGUARDANDO.

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGUSTO RAMOS GRADELA

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE B – JUVENIL - 2014

JOGOS :SOBI SÃO BRAZ X SBE RIO NEGRO

DATA:  27/09/2014

DENUNCIADO(S):

SBE RIO NEGRO

LUCAS EDUARDO RAMOS

MARCOS STANGE DE ALMEIDA

WELLINGTON Q. L. FERRARI

LUCAS A. ALVES DE MACEDO

VINICIUS DOS SANTOS MOURA

YAN MATHEUS ILIANO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: S.B.E. RIO NEGRO, entidade desportiva, por não impedir a invasão de campo dos seus torcedores antes do início da partida, os quais estavam munidos de pedras, sendo que um dos torcedores aparentava estar sob o efeito de substância entorpecente, e que foram em direção ao vestiário da equipe mandante, com o claro intuito de agredi-los. Tal situação só foi apaziguada após o pai de um atleta mostrar que estava portando um cassetete, o que fez com que os mesmos saíssem do local da partida estava aparentando, infringindo o clube o artigo 213, inciso II, e artigo 213, §2.°, todos do CBJD.

2° DENUNCIADO: S.B.E. RIO NEGRO, entidade desportiva, por não evitar as atitudes de um torcedor da referida equipe que realizou cusparadas contra atleta da equipe adversária, quando da reposição da bola em jogo, infringindo o artigo 213, I, do CBJD.

 

3° DENUNCIADO: LUCAS EDUARDO RAMOS, atleta da equipe do SOBI SÃO BRAZ, por ter sido expulso direto no 20’ de partida, após agredir com socos e pontapés o atleta adversário, após a marcação de uma falta contra a sua equipe. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 257 e 254-A, do CBJD.

4° DENUNCIADO: MARCOS STANGE DE ALMEIDA, atleta da equipe do S.B.E. RIO NEGRO, por ter sido expulso direto no 63’ de após revidar com um soco a agressão realizada pelo atleta da equipe adversária, qual seja, Ederson da Silva Dias. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista nos artigos 257 e 254-A, do CBJD.

5° DENUNCIADO: S.B.E. RIO NEGRO, entidade desportiva, por novamente não impedir a invasão de campo dos seus torcedores, aos 20’ de partida, após ter sido expulsos um jogador de cada equipe por agressão mútua os quais estavam munidos de pedras, o mesmo torcedor que aparentava estar sob o efeito de substância entorpecente deu uma “voadora” no auxiliar n.° 01, o qual por pouco foi atingido, sendo que a partida teve que ser paralisada por culpa deste ocorrido, sendo que o arbitro principal decidiu por suspender tal jogo em virtude da falta de segurança. Desta forma, a equipe ora denunciada infringiu o artigo 213, inciso II, e artigo 213, §1.° e 2.°, todos do CBJD.

6° DENUNCIADO: WELLINGTON Q. L. FERRARI, atleta da equipe do SOBI SÃO BRAZ, por ter sido expulso direto aos 20’ de partida após participar da confusão generalizada que ocorreu após a expulsão de dois atletas e invasão de campo da torcida S.B.E. RIO NEGRO, participando de rixa, ao participar da briga generalizada ocorrida. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista nos artigos 257 do CBJD.

7° DENUNCIADO: LUCAS A. ALVES DE MACEDO, atleta da equipe do S.B.E. RIO NEGRO, por ter sido expulso direto aos 20’ de partida após participar da confusão generalizada que ocorreu após a expulsão de dois atletas e invasão de campo da sua própria torcida, participando de rixa, ao participar da briga generalizada ocorrida. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista nos artigos 257 do CBJD.

8° DENUNCIADO: VINICIUS DOS SANTOS MOURA, atleta da equipe do S.B.E. RIO NEGRO, por ter sido expulso direto aos 20’, após o termino da confusão, por proferir os seguintes dizeres contra a equipe de arbitragem: “filhos da puta. Pau no cu”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, §2.°, inciso II, do CBJD.

9° DENUNCIADO: YAN MATHEUS ILIANO, atleta da equipe do S.B.E. RIO NEGRO, por ter sido expulso direto aos 20’, após o termino da confusão, por proferir os seguintes dizeres contra a equipe de arbitragem: “filhos da puta. Pau no cu”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, §2.°, inciso II, do CBJD.

AUTOS N°. 401/2014– EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. LUCIANO COSTENARO DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 3º DIVISÃO - 2014

JOGOS: PATO BRANCO EC X A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DATA:  31/08/2014

DENUNCIADO(S):

MATHEUS DE P. SOARES

KNARIO MARTIND

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: MATHEUS DE P. SOARES, atleta da equipe A. Portuguesa Londrinense, devidamente cadastrado na CBF sob n° 507.795, expulso da partida aos 84’, por agredir atleta da equipe adversária com um coice. O denunciado, goleiro de sua equipe, deu um soco na bola alçada para dentro da área, momento em que o atleta agredido caiu ao chão. Ocorre que, após afastar a bola do local, o denunciado agrediu seu adversário – que ainda estava no chão – com um coice. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: KNARIO MARTIND, técnico da equipe A. Portuguesa Londrinense, expulso da partida aos 87’ de jogo, por invadir o campo sem autorização da equipe de arbitragem. O denunciado invadiu o local da partida, sem a devida autorização, para reclamar do cartão vermelho aplicado pelo árbitro principal a um de seus atletas. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no art. 258- B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 2º C.D.:

MATHEUS DE P. SOARES- POR UNANIMIDADE, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 04 (QUATRO) PARTIDAS.

KNARIO MARTIND- POR UNANIMIDADE, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 01 (UMA) PARTIDA.

AUTOS N°. 404/2014– EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RUBENS DOBRANSKI

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE A - ADULTO - 2014

JOGOS: SE RENOVICENTE  X ABE NOVO MUNDO FC

DATA:  27/09/2014

DENUNCIADO(S):

VITOR HUGO NEMETZ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: VITOR HUGO NEMETZ, preparador físico da equipe ABE NOVO MUNDO FC, expulso da partida aos 23’ de jogo, por reclamar acintosamente das decisões pela equipe de arbitragem. O denunciado, mesmo após ser advertido verbalmente pelo árbitro auxiliar e pelo delegado da partida, continuou a reclamar. Quando advertido pelo árbitro principal, disse: “ então apita direito essa porra”, dando origem a sua expulsão. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258 § 2º, II do CBJD.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 2º C.D.:

VITOR HUGO NEMETZ- POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE SUSPENSÃO POR 01 (UMA) PARTIDA.

­­­­­­­­AUTOS N°. 407/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RUVENS DOBRANSKI

JOGOS: VILA FANNY FC X UNIÃO CAPÃO RASO

DATA:  20/09/2014

DENUNCIADO(S):

VILA FANNY FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MIGUEL GUSTAVO LOPES KFOURI

1° DENUNCIADO: VILA FANNY FC, equipe de prática desportiva regularmente inscrita, por descumprir o artigo 15 do Regulamento da Competição, tendo em vista que a policia não se fez presente no local da partida e a equipe denunciada não apresentou cópia do oficio comprovando sua solicitação. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no artigo 191 III do CBJD.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 2º C.D.:

VILA FANNY FC- POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

­­­­­­­­AUTOS N°. 410/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CÉSAR AUGUSTO CÉSAR GRADELA

JOGOS: SC CAMPO MOURÃO X GRECAL

DATA:  25/09/2014

DENUNCIADO(S):

GRECAL

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: GRECAL, por entrar em campo 12 minutos após ao horário previsto em regulamento, cito 10 minutos antes so inicio do jogo para execução dos hinos Nacional e do Estado segundo lei estadual nº 15.570/2007 em seu artigo 11, dando causa ao atraso de 07 minutos na partida. Infringiu portanto o artigo 43 do Regulamento Geral das Competições. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 206 do CBJD.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 2º C.D.:

GRECAL- POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$300,00 (TREZENTOS REAIS) POR MINUTO EXCEDIDO A HORA QUE DEVERIA TER SIDO INICIADA A PARTIDA (20:00), OU SEJA, 07 (SETE) DIAS MINUTOS, POR INFRAÇÃO AO DISPOSTO NO ART. 206 DO CBJD; TOTALIZANDO NA PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 2.100,00 (DOIS MIL E CEM REAIS) EM CONCRETO, CONSIDERANDO OS ANTECEDENTES ESPECÍFICOS NESTE TJD/PR. MULTA DEVE SER RECOLHIDA EM UM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS.

­­­­­­­­AUTOS N°. 413/2014 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. LUCIANO COSTENARO DE OLIVEIRA

JOGOS: BAREC X ADI FOZ CATARATAS FC

DATA:  29/09/2014

DENUNCIADO(S):

BAREC

ADI FOZ DO IGUAÇU FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: BAREC, por entrar com 06 minutos de atraso em campo, gerando um atraso de 08 minutos no inicio da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 206 do CBJD.

2° DENUNCIADO: ADI FOZ CATARATAS FC, por entrar com 06 minutos de atraso em campo, gerando um atraso de 08 minutos no inicio da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 206 do CBJD.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 2º C.D.:

BAREC – POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 200,00 (DUZENTOS REAIS) POR MINUTO DE ATRASO, TOTALIZANDO UM VALOR DE R$ 1.600,00 (MIL E SEISCENTOS REAIS), DEVENDO SER RECOLHIDO EM UM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS. DIVERGIU O AUDITOR RUBENS DOBRANSKI QUE VOTOU PELA MULTA NO VALOR DE R$ 120,00 (CENTO E VINTE REAIS) POR MINUTO.

ADI FOZ DO IGUAÇU FC- POR MAIORIA, APLICADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 200,00 (DUZENTOS REAIS) POR MINUTO DE ATRASO, TOTALIZANDO UM VALOR DE R$ 1.600,00 (MIL E SEISCENTOS REAIS), DEVENDO SER RECOLHIDO EM UM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS. DIVERGIU O AUDITOR RUBENS DOBRANSKI QUE VOTOU PELA MULTA NO VALOR DE R$ 120,00 (CENTO E VINTE REAIS) POR MINUTO.

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Dayane Fernanda Pacheco, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná

Curitiba/PR, 18 de novembro de 2.014.

 

ANDERSON GASPAR

Presidente da Segunda Comissão Disciplinar

 

DAYANE FERNANDA PACHECO

                   Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná              

 




Referências:

18/11/2014 - Pauta 2º Comissão Disciplinar - 18 de Novembro de 2014.
Publicação: 20/11/2014 às 14:51