Sessão: Quarta-feira, 01 de julho de 2015

.: Decisão 3ª Comissão Disciplinar - 01 de julho de 2015 :.

3° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 01 DE JULHO DE 2.015

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 051/2015

 

Ao primeiro dia do mês de julho do ano de dois mil e quinze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 3° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Samuel Torquato – Presidente da Comissão, Mauro Ribeiro Borges, Irineu Toninello, Humberto Ciccarino Filho, José Alvacir Guimarães e o procurador geral Daniel Andreatta. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

AUTOS N° 206/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMÃRÃES

JOGO: MARINGA FC X COLORADO AC

DATA: 03/06/2015

DENUNCIADO (S):

DANIEL G. DE OLIVEIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: DANIEL G. DE OLIVEIRA, preparador de goleiros da equipe do MARINGÁ FC, expulso aos 20 minutos por reclamar das marcações de arbitragem dizendo: “DA FALTA CARALHO, VOCÊ TA DE SACANAGEM”. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 258, II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 3º C.D.:

DANIEL G. DE OLIVEIRA: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 1 (UMA) PARTIDA.

 

AUTOS N° 209/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB 19

JOGO: GRECAL X SC SÃO JOSÉ                                       

DATA: 30/05/2015                                     

DENUNCIADO (S):

SC SÃO JOSÉ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de pratica desportiva, conforme o of nº 233/2015, encaminhado pelo departamento de competições da FPF, informa que a equipe denunciada estava com 19 (dezenove) atletas sem condições legais de jogo, sem registro na FPF (BID). Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 191, III e artigo 214 ambos do  Código Brasileiro de Justiça Desportiva e artigo 18 do Regulamento Geral das Competições e artigo 10 do Regulamento do Campeonato Paranaense sub 19.

Observações: LAVRATURA DE ACORDÃO             

Defensor (a):  EDUARDO VARGAS

DECISÃO DA 3º C.D.:

SC SÃO JOSÉ: POR UNANIMIDADE, PERDA DE 3 PONTOS E POR MAIORIA, MULTA DE R$1.500,00 (MIL E QUINHENTOS REAIS), A SER RECOLHIDO EM 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF. 

 

AUTOS N° 212/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO  CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANANENSE DE FUTEBOL – SUB 19

JOGO: CORITBA FC X OPERARIO FEC

DATA: 20/05/2016

DENUNCIADO (S):

OPERARIO FEC

LUIZ FELIPE DOS SANTOS F NUNES

NAILSON L DA SILVA

ALESSANDRO J VIDA

HIAGO KARPAVICIUS

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: OPERARIO FEC, por, segundo ofício nº 227/2015, ter feito constar em súmula de jogo, irregularmente, 04 (quatro) atletas que não tinham seus nomes vinculados regularmente ao clube, junto à Federação Paranaense de Futebol e por consequência no BID, portanto, sem condições de jogo.Por assim agir, incorre nas sanções previstas no ART 214 e seus parágrafos, bem como o art. 191-III ( ref. Ao regulamento do Campeonato Paranaense sub-19 2015 art. 10), lembrando que o §2º ‘não é condicional’, colocando a pessoa natural responsável (Presidente do clube Operario FEC) sujeita a suspensão automática enquanto perdurar o descumprimento.

DENUNCIADOS: Luiz Felipe dos Santos F Nunes,Nailson L da Silva,Alessandro J Vida, Hiago Karpavicius, Por participarem da partida e “assinarem” a sumula, mesmo sem devida condição de jogo bem como inscrição, vinculo com o clube e carteira emitida pela Federação Paranaense de Futebol.Ao agirem desta forma, assinando a sumula, assumiram total responsabilidade sob suas condições de jogo, sendo assim, infringem o art. 258 que diz: - ‘Assumir qualquer conduta contrária... à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código’.

Observações:

Defensor (a): EDUARDO VARGAS

DECISÃO DA 3º C.D.:

OPERÁRIO FEC: POR UNANIMIDADE, PERDA DE 3 PONTOS E MULTA DE R$ 800,00 (OITOCENTOS REAIS) A SER RECOLHIDA EM 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.

Luiz Felipe dos Santos F Nunes,Nailson L da Silva,Alessandro J Vida, Hiago Karpavicius: POR UNANIMIDADE, ABOLVIDO.

AUTOS N° 215/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANANENSE DE FUTEBOL – SUB 19

JOGO: FC CASCAVEL X AA BATEL

DATA: 10/06/2015

DENUNCIADO (S):

MICHEL SANTOS CARVALHO LIMA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: MICHAEL SANTOS CARVALHO LIMA, atleta da equipe do AA BATEL, foi expulso de maneira direta, por atingir o rosto do seu adversário, com o braço, empregando força excessiva, na disputa da bola. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254, parágrafo 1º, I, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO DA 3º C.D.:

MICHEL SANTOS CARVALHO LIMA: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 1 (UMA) PARTIDA.  

 

AUTOS N° 218/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANANENSE DE FUTEBOL – SUB 17

JOGO: PARANÁ CLUBE X PRUDENTOPOLIS

DATA: 06/06/2015

DENUNCIADO (S):

WILSON G. C PINTO

JEAN JETIKOSKI

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: WILSON G. C PINTO, atleta da equipe PARANÁ CLUBE, foi expulso por dupla advertência, por conduta, antidesportiva, ao dar um chute na perna do seu adversário, de maneira temerária, na disputa da bola. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254, parágrafo 1º, I, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: JEAN JETIKOSKI, preparador de goleiros do PARANÁ CLUBE, o arbitro relatou que aos 35 minutos do segundo tempo, o denunciado foi excluído de campo, após receber previa advertência verbal, por portestar contra as marcações do arbitro ao proferir as seguintes palavras: “teu trabalho está horrível hoje, muito fraco e sem critério”. . Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 258 -A, parágrafo 2º, II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a): RUAN CASEMIRO

DECISÃO DA 3º C.D.:

WILSON G.C. PINTO: POR MAIORIA, SUSPENSÃO DE 1 (UMA) PARTIDA.

JEAN JETIKOSKI: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 1 (UMA) PARTIDA.

 

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.

Curitiba/PR, 01 de Julho de 2.015.

 

 

SAMUEL TORQUATO

Presidente da Terceira Comissão Disciplinar

 

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná




Referências:

26/06/2015 - Pauta 3ª Comissão Disciplinar - 01 de julho de 2015
Publicação: 01/07/2015 às 18:52