Sessão: Quarta-feira, 15 de julho de 2015

.: Decisão 3ª Comissão Disciplinar - 15 de Julho de 2015. :.

3° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 15 DE JULHO DE 2.015

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 057/2015

 

Ao decimo quinto dia do mês de julho do ano de dois mil e quinze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 3° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Samuel Torquato – Presidente da Comissão, Mauro Ribeiro Borges, Irineu Toninello, Humberto Ciccarino Filho, José Alvacir Guimarães e o procurador Rafael Fabricio de Melo. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

 AUTOS N° 194/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB 19- 2ª RODADA- 1º TURNO

JOGO: SC SÃO JOSÉ X CORITIBA FC

DATA: 27/05/2015

DENUNCIADO (S):

SC SÃO JOSÉ

SC SÃO JOSÉ

SC SÃO JOSÉ

SC SÃO JOSÉ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, por dar causa ao atraso para o início da partida em 12’ (doze minutos), conforme consta do relatório do árbitro principal da partida. Com tal conduta, a Denunciada praticou o ilícito tipificado no art. 206, do CBJD.

2° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, por deixar de pagar a taxa de arbitragem, conforme consta do relatório do árbitro principal da partida. Com tal conduta, a Denunciada praticou o ilícito tipificado no artigo 191, inciso III, do CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no art. 40, do Regulamento Geral de Competições.

3° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, por apresentar todos os seus atletas sem a carteira de identificação da F.P.F. Com tal conduta, a Denunciada praticou os ilícitos tipificados no art. 191, inciso III, ao deixar de cumprir determinação prevista no art. 23 do Regulamento Geral de Competições e no caput do art. 214, ao fazer constar na súmula atleta em situação irregular, ambos dispositivos do CBJD.

4° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, por deixar de cumprir o artigo 13, do Regulamento da Competição, eis que não havia policiamento na partida, nem mesmo houve prova da solicitação formal do policiamento. Com tal conduta, a Denunciada praticou os ilícitos tipificados no art. 191, inciso III, do CBJD, ao deixar de cumprir determinação prevista no art. 13 do Regulamento da Competição.

de Justiça Desportiva.

Defensor (a):

DECISÃO DA 3º C.D.:

SC SÃO JOSÉ: POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR DE R$ 600,00 (SEISCENTOS REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.

SC SÃO JOSÉ: POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR DE R$ 500,00 (QUINHENTOS REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF E PAGAMENTO DAS TAXAS DE ARBITRAGEM.

SC SÃO JOSÉ: POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR DE R$ 750,00 (SETECENTOS E CINQUENTA REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF E PERDA DE 3 PONTOS.

SC SÃO JOSÉ: POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TRESENTOS REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.

 

AUTOS N° 197/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB 19- 1 RODADA- 1º TURNO

JOGO: ATLÉTICO PARANAENSE X SC SÃO JOSÉ            

DATA: 06/06/2015                                     

DENUNCIADO (S):

CRYSAN DA C. Q. BARCELOS

WENITON A. COSTA

PAULO M. R. MADRUGA

SC SÃO JOSÉ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: CRYSAN DA C. Q. BARCELOS, entidade atleta da EDP Atlético Paranaense, expulso por dupla advertência aos 85’ (oitenta e cinco minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do árbitro da partida, após ter sofrido uma falta, correu na direção de seu adversário e tentou pega-lo pela camisa, gritando e gesticulado, proferindo os seguintes dizeres “quer me quebrar, porra, caralho”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, do CBJD.

2° DENUNCIADO: WENITON A. COSTA, atleta da EDP SC São José, expulso diretamente aos 85’ (oitenta e cinco minutos) de partida, pois, empurrou, com uso de força excessiva, as costas de seu adversário, com o jogo paralisado. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, do CBJD.

3° DENUNCIADO: PAULO M. R. MADRUGA, Delegado da Partida em questão, por deixar de relatar de forma completa as expulsões ocorridas na partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 266, do CBJD.

4° DENUNCIADO: SC SÃO JOSÉ, entidade de prática desportiva, por apresentar todos os seus atletas sem a carteira de identificação da F.P.F. Com tal conduta, a Denunciada praticou os ilícitos tipificados no art. 191, inciso III, ao deixar de cumprir determinação prevista no art. 23 do Regulamento Geral de Competições e no caput do art. 214, ao fazer constar na súmula atleta em situação irregular, ambos dispositivos do CBJD.

Observações:            

Defensor (a): EDUARDO VARGAS / RUAN CASEMIRO STEFANKOWSKI

DECISÃO DA 3º C.D.:

 

CRYSAN DA C. Q. BARCELOS: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

WENITON A. COSTA: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 1 PARTIDA.

PAULO M. R. MADRUGA: POR UNANIMIDADE, POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR R$ 100,00 (CEM REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.  POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 30 DIAS.

SC SÃO JOSÉ: CONSIDERADA A CONFISSÃO HAVIDA NA TRIBUNA QUANTO A IRREGULARIEDADE DOS ATLETAS, POR UNANIMIDADE, MULTA NO VALOR R$ 750,00 (SETESSENTOS E CINQUENTA REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.  POR UNANIMIDADE, PERDA DE 3 PONTOS.

 

AUTOS N° 203/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANANENSE DE FUTEBOL – SUB 19- 1ª RODADA- 1º TURNO

JOGO: PARANÁ CLUBE X J. MALUCELLI

DATA: 06/06/2015

DENUNCIADO (S):

ALEX S. B. SOUZA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: ALEX S. B. SOUZA, atleta da EDP Paraná Clube, expulso diretamente aos 75’ (setenta e cinco minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do árbitro da partida após cometer uma falta pisou no braço de seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, do CBJD.

Observações:            

Defensor (a): RUAN CASEMIRO STEFANKOWSKI

DECISÃO DA 3º C.D.:

ALEX S. B. SOUZA: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.

Curitiba/PR, 15 de Julho de 2.015.

 

 

SAMUEL TORQUATO

Presidente da Terceira Comissão Disciplinar

 

 

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná




Referências:

10/07/2015 - Pauta 3ª Comissão Disciplinar- 15 de Julho de 2015
Publicação: 15/07/2015 às 19:04