Sessão: Sexta-feira, 16 de outubro de 2015

.: Pauta 3ª Comissão Disciplinar- 21 de Outubro de 2015 :.

3ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 21/10/2015

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 093/2015

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Paulo César Gradela Filho e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

No dia 21 DE OUTUBRO DE 2015 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

AUTOS N°. 476/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO TAÇA FPF

JOGO: MARINGÁ FC X CORITIBA FC

DATA: 28/08/2015

DENUNCIADO (S):

MARINGA FC

ANDERSON SIMAS LUCIANO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: MARINGA FC, EDP por não pagar as taxas de arbitragem conforme relatório da partida.

 Por assim agir, incorre nas sanções previstas no ART 191-III do CBJD referente ao regulamento da competição em seu art. 19§1º.

2° DENUNCIADO: ANDERSON SIMAS LUCIANO, técnico do Coritiba FC, por reclamar por diversas vezes das marcações da arbitragem, sendo expulso aos 53 minutos de jogo após ser chamado atenção pelo quarto arbitro. Pelo exposto, incorre nas penas do art. 258 do CBJD.

 

AUTOS N°.479/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO TAÇA FPF

JOGO: ANDRAUS BRASIL X CA PARANAENSE

DATA: 30/08/2015

DENUNCIADO (S):

MARCELO ITUANO

ANDRAUS BRASIL

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: MARCELO ITUANO, dirigente da equipe do ANDRAUS BRASIL, no intervalo da partida o denunciado adentrou ao gramado proferindo as seguintes palavras: “já estão roubando de novo, se você expulsar o numero 07, vocês não vão sair vivos daqui”. Logo em seguida, jogou as pastas no chão e chamou as pastas no chão e chamou os árbitros para briga, sendo contido pela comissão técnica. Os atos praticados caracterizam infração ao disposto no artigo 258-A §2º, II do CBJD.

2° DENUNCIADO: ANDRAUS BRASIL, EPD, conforme relato da súmula, foram lançados fogos de artifícios nas arquibancadas, sem que fosse possível a identificação do responsável. Relatou ainda que o estádio não possuía placas de substituição. Os atos praticados caracterizam infração ao disposto no artigo 213 §2º e 211 ambos do CBJD.

 

AUTOS N°. 482/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE B- ADULTO- 2015

JOGO: IMPERIAL FC X GR IPIRANGA

DATA: 01/08/2015

DENUNCIADO (S):

ANDRÉ LUIS R. SCHNOBLI

EMERSON F. RIBEIRO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RAFAEL FABRICIO DE MELO

1° DENUNCIADO: ANDRÉ LUIS R. SCHNOBLI, Atleta da EPD IMPERIAL FC, inscrito no BID sob o n° 297.505, por ter, aos 61 minutos de jogo, FORA DA DISPUTA DE BOLA E COM JOGO PARALISADO, ofendido atleta adversário, dizendo “VAI SE FODER CARA” atingindo ainda o mesmo atleta adversário com um empurrão no peito. O denunciado foi EXPULSO DIRETAMENTE. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 250 e 254-A, ambos do CBJD.

1° DENUNCIADO: EMERSON F. RIBEIRO, Atleta da EPD GR IPIRANGA, inscrito no BID sob o n° 168.356, por ter, aos 61 minutos de jogo, FORA DA DISPUTA DE BOLA E COM JOGO PARALISADO, revidando agressão sofrida, atingido o adversário com um empurrão no peito, proferindo ainda os seguintes insultos ao atleta adversário, “VAI SE FODER VOCÊ, ACHA QUE É QUEM”. O denunciado foi EXPULSO DIRETAMENTE. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 250 e 254-A, ambos do CBJD.

AUTOS N°.485/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATTO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SERIE A- ADULTO- 2015

JOGO: OPERÁRIO PILARZINHO SC X URE SANTA QUITÉRIA

DATA: 15/08/2015

DENUNCIADO (S):

URE SANTA QUITÉRIA

OPERÁRIO PILARZINHO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: URE SANTA QUITÉRIA, EPD, conforme súmula da partida a equipe ingressou ao gramado com 8 minutos de atraso. Por assim agir, incorreu o denunciado deixou de observar o artigo 13 do regulamento específico da competição, incorre nas sanções previstas no artigo 191, III do CBJD.

2° DENUNCIADO: OPERÁRIO PILARZINHO, EPD, conforme súmula da partida durante o atendimento médico várias cusparadas foram proferidas por um torcedor que vestia a camisa do Operário Pilarzinho, em direção ao campo, atingindo o braço e a camisa do assistente número dois. Em seguida uma latinha de cerveja foi arremessada para dentro de campo, quicando no gramado e atingindo a canela do Sr. Árbitro. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 211 do CBJD.

 

AUTOS N°.488/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 3ª DIVISÃO- 2015

JOGO: COLORADO AC X CA CAMBÉ

DATA: 06/09/2015

DENUNCIADO (S):

SAMUEL LIMA DA SILVA

COLORADO AC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1° DENUNCIADO: SAMUEL LIMA DA SILVA, TÉCNICO DO COLORADO AC, O Denunciado (que sendo um co-líder da equipe, deveria exemplificar a boa-conduta de todos os seus comandados, colaborando com a tranqüilidade da partida) ofendeu a equipe de arbitragem, conforme relatou o Sr. Árbitro. “após ter sido alertado pelo árbitro assistente n. 01, paulo gustavo rivelini,aos 55’ de jogo excluí o técnico do ac colorado, sr. samuel lima da silva, por reclamar acintosamente contra as decisões da arbitragem  dizendo: ´porra, dá uma pra nós (...) ‘porra, não dá uma pra nós, caralho’, ‘ah, vá se fuder’. antes de sair de campo, o sr samuel disse para o paulo gustavo (assistente n. 1) ‘bandeirinha, vá tomar no seu cu, dobra e enrola a bandeira e enfia no seu cu!’. após dizer essas palavras, o sr samuel saiu de campo esbravejando”. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 243-F, 258, §2º, INCISO II do CBJD.

2° DENUNCIADO: COLORADO AC, falta de pagamento da taxa de arbitragem – responsabilidade do mandante da partida. Por assim agir, descumprimento do artigo 40, §1º, artigo 50, §6º e §10º do regulamento geral das competições da fpf. artigo 191, incisos I, II, III, do CBJD.

________________________________________________________________________________________________

AUTOS N°.491/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANANENSE 3º DIVISÃO-2015

JOGO: CASCAVEL CR X COLORADO AC

DATA: 30/08/2015

DENUNCIADO (S):

CASCAVEL CR

COLORADO AC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: CASCAVEL CR, por não efetuar o pagamento da arbitragem conforme regulamento geral das competições em seu art.40-§1º. Ferindo, portanto o art. 191-III do CBJD e devendo arcar com as penalidades sem prejuízo do pagamento que deverá também ser efetuado (caso não tenha sido).

2° DENUNCIADO: COLORADO AC, que entrou em campo com o numero de 09 (nove) atletas, mas no decorrer do primeiro tempo, três atletas alegaram não ter condições de prosseguir na partida.

-AOS 15 MINUTOS, MAURICIO F. DOS S. FERREIRA ALEGOU SENTIR MAL ESTAR E SAIU DE CAMPO;

- AOS 19 MINUTOS, THIAGO F. DA SILVA, ALEGOU ESTIRAMENTO NA COXA E SAIU DO JOGO.

-AOS 25 MINUTOS, GABRIEL F. DA S. RIBEIRO (GOLEIRO), ALEGOU SENTIR MAL ESTAR

-APÓS MAIS DE 30 MINUTOS DE ESPERA, RETORNOU AO CAMPO O JOGADOR MAURICIO F DOS SANTOS FERREIRA, PORÉM, MINUTOS DEPOIS ALEGOU NOVAMENTE MAL ESTAR E SAIU DE CAMPO.

O arbitro da partida aguardou por mais dez minutos e encerrou a partida. Foi anexada à sumula duas folhas “de caderno” com supostos laudos médicos. No entanto, para essa procuradoria, sem qualquer validade visto que não foi feito em papel timbrado da equipe de salvamento da ambulância presente no local, tampouco da unidade de saúde que supostamente os atletas foram atendidos, sem contar que não existe o carimbo do médico atendente nem seu nome, apenas a assinatura. A EPD, feriu portanto o art.205 do CBJD, levando em consideração o art.28 §3º e §4º do regulamento geral das competições.

 

Publicação: 16/10/2015 às 16:37