Sessão: Quarta-feira, 25 de novembro de 2015

.: Decisão 2ª Comissão Disciplinar - 24 de novembro de 2015 :.

 2° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 24 DE NOVEMBRO DE 2.015

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 0107/2015

Ao vigésimo quarto dia do mês de novembro do ano de dois mil e quinze, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se o Presidente Cesar Augusto Gradela, Luciano Costenaro de Oliveira, Renato Galvão Carrillo, Anderson Gaspar, Hélio Ortiz Neto e o Procurador Marcelo Angioletti. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita: 

AUTOS N°.487/2015 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HELIO ANJOS ORTIZ NETO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SERIE A- ADULTO- 2015

JOGO: VILA FANNY FC X URE SANTA QUITÉRIA

DATA: 17/10/2015

DENUNCIADO (S):

URE SANTA QUITÉRIA

VILA FANNY FC

VILA FANNY FC

URE SANTA QUITÉRIA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: URE SANTA QUITÉRIA, entidade de pratica desportiva, em virtude da utilização de fogos de artificio, na entrada das equipes ao campo de jogo, nas arquibancadas do referido estádio, conforme descrito na súmula da equipe de arbitragem. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 213, inciso III, §2.°, do CBJD.

2° DENUNCIADO: VILA FANNY FC, entidade de pratica desportiva, em virtude da utilização de fogos de artificio, aos 61’ de partida, nas arquibancadas do referido estádio, conforme descrito na sumula da equipe de arbitragem. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 213, inciso III, do CBJD.

3° DENUNCIADO: VILA FANNY FC, entidade de pratica desportiva, em virtude da utilização de fogos de artificio, aos 81’ de partida, nas arquibancadas do referido estádio, conforme descrito na sumula da equipe de arbitragem. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 213, inciso III, do CBJD.

4° DENUNCIADO: URE SANTA QUITÉRIA, entidade de pratica desportiva, em virtude da utilização de fogos de artificio, no termino da partida, nas arquibancadas do referido estádio, conforme descrito na súmula da equipe de arbitragem. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 213, inciso III, §2.°, do CBJD.

Observações:

 

Defensor (a): WILLIAN TOHORU HOSAKA (ADV. VILA FANNY) EDUARDO VARGAS (ADV. URE SANTA QUITÉRIA).

 

DECISÃO DA 2º C.D.:

URE SANTA QUITÉRIA: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

 

VILA FANNY FC: POR MAIORIA, MULTA NO VALOR DE R$ 100,00 (CEM REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 191, III DO CBJD.

 

 

VILA FANNY FC: POR MAIORIA , MULTA NO VALOR DE R$ 100,00 (CEM REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 191, III DO CBJD.

 

URE SANTA QUITÉRIA: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N°. 490/2015 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: RENATO GALVÃO CARRILLO                                                           

CAMPEONATO SUB 19- 2015

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X PARANÁ CLUBE

DATA: 04/10/2015

DENUNCIADO (S):

JOÃO VITOR BORGES DOS SANTOS

JHONATAN WILLIAN RENIS

JOÃO EDUARDO C. DE OLIVEIRA

CLAUDEVAN JUNIO MARTINS MORAES

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODRIGO GALLÉAS

1° DENUNCIADO: JOÃO VITOR BORGES DOS SANTOS, atleta do Paraná Clube, por dar um soco no peito de seu adversário. Por assim ter agido, responde pelas penas do art. 254-a §1º do CBJD.

2° DENUNCIADO: JHONATAN WILLIAN RENIS, atleta do Foz do Iguaçu, por em atitude de revide, dar um soco nas costas de seu adversário João Vitor. Por assim ter agido, responde pelas penas do art. 254-a §1º do CBJD.

3° DENUNCIADO: JOÃO EDUARDO C. DE OLIVEIRA, atleta do Foz do Iguaçu, por dar um soco no rosto do adversário após o apito final. Por assim ter agido, responde pelas penas do art. 254-a §1º do CBJD.

4° DENUNCIADO: CLAUDEVAN JUNIO MARTINS MORAES, do Paraná Clube, por revidar com outro soco no rosto de seu agressor. Foi necessária intervenção policial. Por assim ter agido, responde pelas penas do art. 254-a §1º do CBJD.

OBSERVAÇÕES: PROCESSO ADIADO PARA A PROXIMA SESSÃO DIA 01/12/2015.

Defensor (a): RUAN CASEMIRO

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

JOÃO VITOR BORGES DOS SANTOS

JHONATAN WILLIAN RENIS

JOÃO EDUARDO C. DE OLIVEIRA

CLAUDEVAN JUNIO MARTINS MORAES

 

AUTOS N°. 493/2015 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: LUCIANO COSTENARO DE OLIVEIRA                                               

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SERIE B- ADULTO- 2015

JOGO: URE SANTA QUITERIA X SE RENOVICENTE

DATA: 10/10/2015

DENUNCIADO (S):

JULIANO G. BATISTA

BRUNO V. ALVES

LUIZ C. GRDEM

URE SANBTA QUITÉRIA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO AUGUSTO ANGIOLETTI

1° DENUNCIADO: JULIANO G. BATISTA, atleta do URE SANTA QUITÉRIA, O 1° e 2° Denunciados, atletas, foram expulsos de forma direta após troca de ofensas aos 37 (trinta e sete minutos do primeiro tempo), quais sejam: “VÁ TOMAR NO CÚ FILHO DA PUTA, VOCÊ VAI VER, VAMOS LÁ FORA”. Os 1° e 2° Denunciados foram expulsos de forma direta após troca de ofensas verbais. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 243 F, A, § 1°, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: BRUNO V. ALVES, atleta do SE RENOVICENTE, O 1° e 2° Denunciados, atletas, foram expulsos de forma direta após troca de ofensas aos 37 (trinta e sete minutos do primeiro tempo), quais sejam: “VÁ TOMAR NO CÚ FILHO DA PUTA, VOCÊ VAI VER, VAMOS LÁ FORA”. Os 1° e 2° Denunciados foram expulsos de forma direta após troca de ofensas verbais. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 243 F, A, § 1°, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: LUIZ C. GRDEM, presidente do URE SANTA QUITÉRIA, Aos 81 (oitenta e um) minutos de jogo o 3° Denunciado, Presidente do URE SANTA QUITÉRIA, invadiu o campo alegando ter sido ofendido por jogadores da equipe adversária. Durante a confusão duas bombas foram arremessadas por torcedores não identificados em cima do telhado do bar, em direção ao vestiário da equipe visitante. Em decorrência da confusão a partida ficou paralisada por 15  (quinze) minutos. O 3° Denunciado, Presidente da equipe mandante invadiu o campo, e incorre nas sanções previstas no artigo 213, incisos I, II, e § 1° do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

4° DENUNCIADO: URE SANTA QUITÉRIA, EPD, por não manter o local do evento com infra estrutura necessária para assegura a segurança. Incorre nas sanções previstas nos artigos 211 e 213, I, e III, e §1° do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações: DOUTA PROCURADORIA REQUEREU EM SESSÃO A RECLASSIFICAÇÃO DO ARTIGO 213, I, II E §1º PARA O ARTIGO 258-B AMBOS DO CBJD. EM RELATIVAMENTE AO DENUNCIADO LUIZ C. GRDEM. POR ESTE MOTIVO FOI ADIADO PARA A PROXIMA SESSÃO.

Defensor (a): WILLIAN TOHORU HOSAKA (ADV. URE SANTA QUITÉRIA E SE RENOVICENTE).

 

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

JULIANO G. BATISTA:

BRUNO V. ALVES:

LUIZ C. GRDEM:

URE SANTA QUITÉRIA:

_____________________________________________________________________________

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.

Curitiba/PR, 24 de Novembro de 2.015.

CESAR AUGUSTO RAMOS GRADELA

Presidente

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

                   Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná               




Referências:

19/11/2015 - Pauta 2ª Comissão Disciplinar- 24 de Novembro de 2015
Publicação: 25/11/2015 às 14:33