Sessão: Quinta-feira, 31 de março de 2016

.: Decisão 3ª Comissão Disciplinar - 30 de março de 2016 :.

    

3° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 30 DE MARÇO DE 2.016

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 016/2015

Ao trigésimo dia do mês de março do ano de dois mil e dezesseis, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 3° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Irineu Toninello Presidente da Comissão, Mauro Ribeiro Borges, Samuel Torquato, José Alvacir Guimaraes, Humberto Ciccarino Filho. Presente o Procurador Bruno Cavalcante. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

 

AUTOS N°.23/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: TOLEDO C.W X CORITIBA F.C

DATA: 14/02/2016

DENUNCIADO (S):

TOLEDO CW

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAURICIO MUSSI CORRÊA

1° DENUNCIADO: TOLEDO C.W, EPD, por haver retardado a sua entrada em campo em 01 minuto, atrasando assim, o reinício da partida, consoante se depreende do relatório da partida, item 02 e das observações finais articuladas pelo Delegado designado pela F.P.F. Pelo que restou infringindo, consequentemente, a letra do CBJD, em seu artigo 206.

 

Observações:

Defensor (a):

 

DECISÃO DA 3º C.D.:

 

TOLEDO CW: POR UNANIMIDADE, ARQUIVADO.

 

AUTOS N°.33/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATTO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: FOZ DO IGUAÇU X RIO BRANCO SC

DATA: 06/03/2016

DENUNCIADO (S):

THIAGO THEMANSKI CAMPOS

MARCOS V. L. DA SILVA

ALISSON PELEGRINI SAFIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: THIAGO THEMANSKI CAMPOS, RG nº 9045605-9 PR, presidente da entidade de prática desportiva Rio Branco SC, por, após o término da partida, invadir o campo de jogo e proferir as seguintes palavras à equipe de arbitragem “Rodolfo tentou arrumar o resultado mais não conseguiu né”. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigos 258-B e 243-F, ambos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: MARCOS V. L. DA SILVA, atleta com registro na CBF nº 185714, integrante da entidade de prática desportiva Rio Branco SC, por empurrar com as mãos e dar uma entrada de forma temerária no atleta adversário usando a sola de seu pé, motivando a sua expulsão, por dupla advertência, aos 41’00’’ da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: ALISSON PELEGRINI SAFIRA, atleta com registro na CBF nº 351040, integrante da entidade de prática desportiva Foz do Iguaçu, por, após ser advertido com cartão amarelo, proferir as seguintes palavras contra o árbitro da partida “vai tomar no cú”, motivando a sua expulsão, de forma direta, aos 93’00’’ da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a): NIXON FIORI (ADV. FOZ DO IGUAÇU FC) / ALESSANDRO KIOSHI KISHINO (ADV. RIO BRANCO SC)

 

DECISÃO DA 3º C.D.:

 

THIAGO THEMANSKI CAMPOS: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE 30 DIAS.

 

MARCOS V. L. DA SILVA: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

ALISSON PELEGRINI SAFIRA: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE UMA PARTIDA.

 

AUTOS N°.34/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVAGIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: RIO BRANCO SC X OPERÁRIO FEC

DATA: 28/02/2016

DENUNCIADO (S):

OPERÁRIO FEC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAURICIO MUSSI CORRÊA

1° DENUNCIADO: OPERÁRIO FEC, EPD, por haver dado causa ao atraso para o início da partida, a qual se iniciou com 20 minutos de atraso, acabando por começar as 16:20 horas ao invès das 16:00 horas, conforme inicialmente programado, tudo consoante se depreende do relatório da partida, item 02 e das observações finais articuladas pelo delegado designado pela FPF . Pelo que restou infringindo, consequentemente, a letra do CBJD, em seu artigo 206.

Observações: DEPOIMENTO DE DANIEL JOSE KAMINSKI / DEPOIMENTO DO DIRETOR JURIDICO DO OPERARIO FEC, RODRIGO SAUTCHUK.

Defensor (a): ALESSANDRO KIOSHI KISHINO

 

DECISÃO DA 3º C.D.:

 

OPERÁRIO FEC: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.

                                                      Curitiba/PR, 30 de Março de 2.016.

 

IRINEU TONINELLO

Presidente da Terceira Comissão Disciplinar

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná




Referências:

24/03/2016 - Pauta 3ª Comissão Disciplinar- 30 de Março de 2016
Publicação: 31/03/2016 às 14:40