Sessão: Sexta-feira, 08 de abril de 2016

.: Pauta 3ª Comissão Disciplinar- 13 de Abril de 2016 :.

3ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 13/04/2016

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 19/2016

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Paulo César Gradela Filho e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

No dia 13 DE ABRIL DE 2016 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

AUTOS N°.40/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATTO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO- 2016

JOGO: GRÊMIO MARINGÁ X PRUDENTÓPOLIS FC

DATA: 12/03/2016

DENUNCIADO (S):

LUIZ CARLOS FERREIRA

LUIZ CARLOS FERREIRA

ADOILSON COSTA

RODRIGO CAETANO DE JESUS

GRÊMIO MARINGÁ

LUIZ CARLOS FERREIRA

GRÊMIO MARINGÁ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: LUIZ CARLOS FERREIRA, supervisor da equipe do GRÊMIO MARINGÁ, invadiu o campo de jogo fumando um cigarro, aos 22’ de partida, momento em que foi orientado pelo 4.° arbitro à se retirar do local. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258-B, do CBJD;

2° DENUNCIADO: LUIZ CARLOS FERREIRA, supervisor da equipe do GRÊMIO MARINGÁ, em ato continuo, após receber a ordem de sair do campo de jogo, passou a proferir os seguintes dizeres contra o 4.° arbitro da partida: “você é um trouxa, vai tomar no seu cu, seu filho da puta”. Por assim agir, o denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, §2.°, inciso II, do CBJD;

3° DENUNCIADO: ADOILSON COSTA, técnico da equipe do GRÊMIO MARINGÁ, foi expulso aos 73’ por proferir os seguintes dizeres: “professor eles falam e você marca porra caraleo, não da nada pra nós”. Por assim agir, o técnico denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, ‘caput’, do CBJD;

4° DENUNCIADO: RODRIGO CAETANO DE JESUS, atleta da equipe do GRÊMIO MARINGÁ, foi expulso aos 74’ por dupla advertência, após calçar o atleta adversário na disputa da bola. Por assim agir, o atleta denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, ‘caput’, do CBJD;

5° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, entidade de pratica desportiva, em virtude do tumulto ocasionado pela sua torcida, que invadiu a área destinada à torcida visitante, gerando confusão entre as torcidas. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no artigo 211 e 213, inciso I, §2.°, todos do CBJD;

6° DENUNCIADO: LUIZ CARLOS FERREIRA, supervisor da equipe do GRÊMIO MARINGÁ, após o termino da partida, invadiu novamente o campo de jogo, se dirigindo ao quadro de arbitragem proferindo os seguintes dizeres: “vocês acabaram com o meu trabalho, vocês são muito filho da puta e se for homem me relatem que eu quero  ver se vocês tem coragem”. Frisa-se que segundo relato na súmula, o denunciado continuou acompanhando o quando arbitral voltando a proferir os seguintes dizeres: “filho da puta, vai tomar no cu”. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas, em ordem fática, no artigo 258-B, artigo 258, §2.°, inciso II (por duas vezes), todos  do CBJD;

7° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, equipe de prática desportiva, em virtude do vinculo que o supervisor de futebol, Senhor Luiz Carlos Ferreira possui com a referida equipe, hipótese prevista na integra dos termos do artigo 258-D, do CBJD.

 

AUTOS N°.41/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICARRINO FILHO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: TOLEDO CW X MARINGÁ FC

DATA: 06/03/2016

DENUNCIADO (S):

EDUARDO DOS SANTOS

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: EDUARDO DOS SANTOS, atleta da equipe do TOLEDO C.W., foi expulso aos 69’ por dupla advertência, após calçar o atleta adversário na disputa da bola. Por assim agir, o atleta denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, ‘caput’, do CBJD.

 

 

AUTOS N°.42/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO- 2016

JOGO: CIANORTE FC X PRUDENTÓPOLIS FC

DATA: 06/03/2016

DENUNCIADO (S):

PRUDENTÓPOLIS FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: PRUDENTÓPOLIS FC, Em seu relatório, o Sr. Árbitro atestou que a houve um atraso de 2 minutos para reinicio da partida em função da demora da equipe do PRUDENTÓPOLIS retornar a campo. O atraso no reinicio da partida por parte da Equipe do PRUDENTÓPOLIS afronta diretamente artigo 36, II do Regulamento Geral das Competições, que possui a seguinte redação. A não observância do artigo 36,II do Regulamento Geral das Competições, caracteriza infração ao artigo 191, III do CBJD.

 

AUTOS N°.43/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GIMARÃES

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO- 2016

JOGO: AC PARANAVAÍ X CASCAVEL CR

DATA: 20/03/2016

DENUNCIADO (S):

AC PARANAVAÍ

JOSE CARLOS DOS SANTOS

CLAUDINEI ACORRATHE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: AC PARANAVAÍ, EPD, Em seu relatório, o Sr. Árbitro atestou que vestiário dos árbitros possuía chuveiro com pouca água. Diante da constatação inequívoca efetivada pelo árbitro acerca das irregularidades e condições do vestiário dos árbitros, o Primeiro denunciado deixou de manter o local indicado para a partida com infraestrutura mínima, cometendo, por conseguinte, infração prevista no artigo 211 do CBJD.

2° DENUNCIADO: JOSE CARLOS DOS SANTOS, massagista da equipe do AC Paranavaí, portador da cédula de identidade RG nº 0162396791; O arbitro ainda relatou que aos 40 minutos, excluiu de jogo o Sr. JOSE CARLOS DOS SANTOS, massagista da equipe do AC Paranavaí, por proferir as seguintes palavras contra o goleiro adversário: “vai tomar no cu, goleiro do caralho.” O ato perpetrado pelo Segundo Denunciado caracteriza infração ao disposto no artigo 258-A §2º, II do CBJD.

3° DENUNCIADO: CLAUDINEI ACORRATHE, massagista da equipe do Cascavel CR, portador da cédula de identidade RG nº 52823846; Por fim, aos 80 minutos de partida, o Sr. arbitro excluiu de jogo o Sr. CLAUDINEI ACORRATHE, massagista da equipe do Cascavel CR,por proferir as seguintes palavras contra o 4º árbitro: “você não tá vendo seu filho da puta, covarde, tem que expulsar ele, seu otário pau no cu do caralho”. Ao ser excluído ainda proferiu as seguintes palavras: “vocês são todos uns ladrões, gaveteiros do caralho, vem pra cá fazer merda, bando de ladrão.” Já o terceiro denunciado infringiu o conteúdo do artigo 243-F do CBJD.

 

AUTOS N°.44/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATTO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: CORITIBA FC X MARINGÁ FC

DATA: 27/03/2016

DENUNCIADO (S):

MARINGÁ FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: MARINGÁ FC, EPD, seu relatório, o Sr. Árbitro atestou que a houve um atraso de 4 minutos para reinicio da partida em função da demora da equipe do MARINGA FC retornar a campo. O atraso no reinicio da partida por parte da Equipe do MARINGA afronta diretamente artigo 36, II do Regulamento Geral das Competições, que possui a seguinte redação. A não observância do artigo 36,II do Regulamento Geral das Competições, caracteriza infração ao artigo 191, III do CBJD.

 

 

Publicação: 08/04/2016 às 15:35