Sessão: Sexta-feira, 15 de abril de 2016

.: Pauta 3ª Comissão Disciplinar- 20 de Abril de 2016 :.

3ª COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 20/04/2016

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 22/2016

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Paulo César Gradela Filho e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo apresente defesa pessoalmente, ou ainda, se fazer representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público através deste Edital, que,

No dia 20 DE ABRIL DE 2016 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

AUTOS N°.54/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICARRINO FILHO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO- 2016

JOGO: GRÊMIO MARINGÁ X A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DATA: 03/04/2016

DENUNCIADO (S):

A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE, entidade de prática desportiva, por não apresentar a carteira de identificação da FPF de seus atletas devidamente assinadas, descumprido o art. 23 do Regulamento Geral das Competições. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 191, III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_______________________________________________________________________________________________

AUTOS N°.55/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATTO

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO- 2016

JOGO: CASCAVEL CR X APUCARANA SPORTS

DATA: 02/04/2016

DENUNCIADO (S):

GILBERTO B. DE LIMA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: GILBERTO B. DE LIMA, atleta da equipe do APUCARANA SPORTS, foi expulso aos 52’, por contestar as decisões da equipe de arbitragem, dizendo ainda que o arbitro estava mal intencionado. Por assim agir, o atleta denunciado incorre na sanção prevista no artigo 258, §2.°, inciso II, do CBJD;

 

AUTOS N°.56/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GIMARÃES

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X PARANÁ CLUBE

DATA: 03/04/2016

DENUNCIADO (S):

FOZ DO IGUAÇU FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAURICIO MUSSI CORRÊA

1° DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC,  EPD por haver retardado a sua entrada em campo em 02 minutos, atrasando assim, o reinicio da partida, consoante se depreende do Relatório da Partida, item 02 e das Observações finas articuladas pelo delegado designado pela FPF. Pelo que restou infringindo, consequentemente, a letra do CBJD, em seu artigo 206.

 

AUTOS N°.57/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURO RIBEIRO BORGES

3ª COPA DE FUTEBOL AMADOR CAPITAL- 2016- ADULTO

JOGO: UNIÃO CAPÃO RASO X GR IPIRANGA

DATA: 02/04/2016

DENUNCIADO (S):

JUNIOR SAURIN

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAURICIO MUSSI CORRÊA

1° DENUNCIADO: JUNIOR SAURIN, técnico da equipe união capão raso, excluído da partida aos 35 minutos do segundo tempo de jogo, após ter reclamado acintosamente contra o árbitro, dizendo: vai toma no cu, você é muito fraco. Assim, resta caracterizado nítida  infração as letras do CBJD, em seu artigo 258, §2º, II.

 

AUTOS N°.58/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GIMARÃES

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO- 2016

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X PARANÁ CLUBE

DATA: 20/03/2016

DENUNCIADO (S):

NADSON DA SILVA ALMEIDA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RAFAEL FABRÍCIO DE MELLO

1° DENUNCIADO: NADSON DA SILVA ALMEIDA, atleta da EPD PARANÁ CLUBE , inscrito no BID sob nº 293.188, por ter, aos 38 minutos do 1° tempo de jogo, “desferido uma cotovelada na região do queixo do atleta adversário Marcelo Antonio de Oliveira”, sendo em razão desta conduta EXPULSO DIRETAMENTE. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 254-A c/c 258-D ambos do CBJD.

Assim, uma vez que o denunciado possui vínculo com a EPD PARANÁ CLUBE, requer-se, com fundamento no dispositivo acima transcrito a aplicação de multa à referida EPD, a qual deverá, em respeito ao princípio da ampla defesa e do contraditório ser citada e intimada do conteúdo da presente denúncia. Conforme prevê o artigo 258-D

Publicação: 15/04/2016 às 16:27