Sessão: Segunda-feira, 06 de junho de 2016

.: Decisão 1ª Comissão Disciplinar - 06 de junho de 2016 :.

 

1° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 06 DE JUNHO DE 2.016

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 033/2016

Ao seis dia do mês de junho  do ano de dois mil e dezesseis, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 1° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Carlos Alberto Zitta – Presidente em exercício, auditores, Marcel Souza de Oliveira, Raul Clei Coccaro Siqueira, e o procurador Mauricio Mussi. Ausência justificada do auditor José Eduardo Quintas de Melo e Miguel Ângelo Rasbold. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

AUTOS N°.106/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RAUL CLEI COCCARO SIQUEIRA

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL SUB 17- 2016

JOGO: PRUDENTÓPOLIS FC X CORITIBA FC

DATA: 11/05/2016

DENUNCIADO(S):

DIEGO SANTOS MONTEIRO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: DIEGO SANTOS MONTEIRO, atleta da equipe de pratica desportiva CORITIBA F.C., foi expulso de partida aos 75’ de jogo após desferir um chute na altura do peito do atleta adversário, com o uso excessivo da força, na disputa da bola. Por assim agir, o clube denunciado incorre na sanção prevista no artigo 254-A, inciso II, do CBJD.

OBSERVAÇÕES:

Defensor:

DECISÃO 1º C.D:

 

DIEGO SANTOS MONTEIRO: POR UNANIMIDADE, ADVERTENCIA.

 

 

AUTOS N° 107/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CARLOS ALBERTO ZITTA

OFÍCIO 142/2016 FPF

DENUNCIADO (S):            

PARANÁ CLUBE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODOLFFO GARDINI FAGUNDES

1° DENUNCIADO: PARANÁ CLUBE, epd, conforme se extrai da Circular 142/2016, escalou irregularmente o jogador Marcelo Luiz Caproni Júnior (BID 466460), hoje registrado como seu atleta, no jogo realizado perante a EPD Operário FEC, na data de 07/05/2016, pela 5ª Rodada do 1º Turno da 1ª Fase do Campeonato Paranaense de Futebol Sub-17, sem que possuísse condição regular para participar do jogo. Ora, veja-se que resta evidente que a conduta do Denunciado se enquadra no previsto no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, devendo para tanto ser punido. Tenha-se, para efeito de julgamento, que o resultado jogo em que o atleta foi inscrito irregularmente foi: Paraná Clube 4 X 0 Operário FEC. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 214, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Assim, resta lídima a pretensão punitiva, ora requerida, em face do ora Denunciado.

Observações: LAVRATURA DE ACORDÃO

Defensor (a):

DECISÃO 1° C.D.:

PARANÁ CLUBE:

 

AUTOS N°.108/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

OFÍCIO 141/2016 FPF

DENUNCIADO (S):

PARANÁ CLUBE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODOLFFO GARDINI FAGUNDES

1° DENUNCIADO: PARANÁ CLUBE, epd, conforme se extrai da Circular 145/2016, escalou irregularmente o jogador Marcelo Luiz Caproni Júnior (BID 466460), hoje registrado como seu atleta, no jogo realizado perante a EPD Prudentópolis FC, na data de 30/04/2016, pela 4ª Rodada do 1º Turno da 1ª Fase do Campeonato Paranaense de Futebol Sub-17, sem que possuísse condição regular para participar do jogo. Ora, veja-se que resta evidente que a conduta do Denunciado se enquadra no previsto no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, devendo para tanto ser punido. Tenha-se, para efeito de julgamento, que o resultado jogo em que o atleta foi inscrito irregularmente foi: Prudentópolis 0 X 3 Paraná Clube. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 214, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Assim, resta lídima a pretensão punitiva, ora requerida, em face do ora Denunciado.

Observações: LAVRATURA DE ACORDÃO

Defensor (a):

DECISÃO 1° C.D.:

PARANÁCLUBE:

______________________________________________________________________________

AUTOS N°.109/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL- SUB 17- 2016

JOGO: TOLEDO CW X CASCAVEL CR

DATA: 14/05/2016

DENUNCIADO (S):

EDUARDO FORNARI

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: EDUARDO FORNARI, atleta com registro na CBF nº 546.830, integrante da entidade de prática desportiva Cascavel CR, por desferir um carrinho no atleta adversário, na disputa de bola, motivando a sua expulsão, de forma direta, aos 81’00’’ da partida. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO 1° C.D.:

EDUARDO FORNARI:POR UNANIMIDADE, UMA PARTIDA DE SUSPENSÃO.

 

AUTOS N°.110/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RAUL CLEI COCCARO SIQUEIRA

OFÍCIO 140/2016 FPF

DENUNCIADO (S):

INTERNACIONAL EC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: INTERNACIONAL EC, através do ofício 140/2016 da Federação Paranaense de Futebol, verificou-se que o Internacional EC incluiu na súmula das partidas dos dias 24/04/16, 07/05/2016 e 15/05/2016 mais do que nove suplentes no banco de reservas. A inscrição na súmula de mais do que 09 atletas caracteriza infração ao artigo 16 do Regulamente específico da competição. A não observância do artigo 16, caracteriza infração ao artigo 191, III do CBJD.

 

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO 1° C.D.:

 

INTERNACIONAL EC: POR UNANIMIDADE, PENA DE ADVERTENCIA.

 

AUTOS N°.111/2016 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MARCEL SOUZA DE OLIVEIRA

CAMPEONATO PARANANESE DE FUTEBOL SUB 17- 2016

JOGO: PARANÁ CLUBE X INDEPENDENTE FSJ

DATA: 11/05/2016

DENUNCIADO(S):

MARCOS WILLIAN CORLETTO CABREIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: MARCOS WILLIAN CORLETTO CABREIRA, arbitro principal devidamente credenciado nesta Federação Paranaense de Futebol, por não comparecer na partida em questão, sendo substituído pelo arbitro Rafael Traci. Frisa-se ainda que não apresentou qualquer justificativa para a sua ausência na partida em que fora escalado. Tal situação gerou atraso de 40 (quarenta) minutos para o início da partida. Por assim agir, a equipe denunciada incorre na sanção prevista no art. 261-A, §1.°, inciso II, do CBJD.

 

Observações:

Defensor (a):

DECISÃO 1° C.D.:

 

MARCOS WILLIAN CORLETTO CABREIRA:  POR UNANIMIDADE, PENA DE ADVERTENCIA.

 

 

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná. 

 

CARLOS ALBERTO ZITTA

Presidente em exercicio

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná

 

 




Referências:

01/06/2016 - Pauta 1ª Comissão Disciplinar- 06 de Junho de 2016
Publicação: 06/06/2016 às 21:30