Sessão: Sexta-feira, 21 de outubro de 2016

.: Continuação Decisão Tribunal Pleno - 20 de outubro de 2016 :.

Mandado Garantia Nº 283/2016 – Impetrante: GREMIO MARINGA S/S LTDA. Impetrado: FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL. FATOS:  impetrou o presente Mandado De Garantia, por meio do qual, em suma, argumentou que Hélio Pereira Cury, na condição de Presidente da Federação Paranaense De Futebol (FPF), praticou ato ilegal e abusivo, consistente na realização do Conselho Arbitral do Campeonato Paranaense De Futebol Profissional Da 1ª Divisão em 2017, ocorrida em 26.09.2016, com inclusão do Cianorte Futebol Clube, quando tal vaga pertence ao Impetrante. Que o Cianorte Futebol Clube, por ter abandonado a Taça FPF 2016 após o seu início, encontra-se automaticamente suspenso de participar do Campeonato Paranaense De Futebol Profissional Da 1ª Divisão de 2017. Que, em razão de ter sido o 3º colocado no Campeonato Paranaense De Futebol Profissional Da 2ª Divisão de 2016, a vaga que se abre deve ser concedida ao Impetrante. Por enfim, detém direito líquido e certo a disputar o Campeonato Paranaense De Futebol Profissional Da 1ª Divisão de 2017 em substituição ao Cianorte Futebol Clube. Auditor Relator: Dr. CESAR AUGUSTO RAMOS GRADELA.

 

Observações: Defesa do Grêmio Maringá S/A na pessoa do Dr Alessandro Kishino requer lavratura de acórdão

Resultado – “por maioria de votos extinto o mandado de garantia por ausência de representação processual”.  

 

Defensor: Willian Hosaka (adv.FPF) / Alessandro Kishino (adv. Grêmio Maringa S/A) / Domingos Moro (adv. Cianorte FC).

Curitiba/PR, 20 de Outubro de 2.016.

                                                     LEANDRO SOUZA ROSA

Presidente Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná

 AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do P


Referências:

17/10/2016 - Pauta Tribunal Pleno - 20 de Outubro de 2016
Publicação: 21/10/2016 às 15:49