Sessão: Quarta-feira, 23 de novembro de 2016

.: Decisão 2ª Comissão Disciplinar - 22 de novembro de 2016 :.

 2° COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 22 DE NOVEMBRO DE 2.016

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 83/2016

Ao vigésimo segundo dia do mês de novembro do ano de dois mil e dezesseis, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 2° Comissão Disciplinar deste Tribunal, Vice-Presidente Renato Galvão Carrillo, Ricardo Gamba Barboza, Mauricio Bittencourt Fowler, Christiano Souto Puppi. Pela procuradoria presente o Dr. Ariel Norberto Leal. Estando ausente o auditor Anderson Gaspar, com ausência justificada. Havendo quorum legal, passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita.

AUTOS N°. 390/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: RENATO GALVÃO CARRILLO  

OFÍCIO FPF 267/2016

DENUNCIADO (S):

COLORADO AC

COLORADO AC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: COLORADO AC, entidade de prática desportiva, por deixar de disputar a partida contra a EPD CE União que seria realizada em 02/11/2016 às 16:30hs, pelo Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 203, § 3º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: COLORADO AC, entidade de prática desportiva, por deixar de disputar a partida contra a EPD Pato Branco que seria realizada em 06/11/2016 às 16:30hs, pelo Campeonato Paranaense de Futebol Profissional da 3ª Divisão. Por assim agir, incorre nas sanções previstas no artigo 203, § 3º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações: DEFESA REQUER LAVRATURA DE ACORDÃO

Defensor (a): NIXON FIORI

COLORADO AC: POR MAIORIA, MULTA NO VALOR DE R$ 4.992,60 (QUATRO MIL NOVECENTOS E NOVENTA E DOIS REAIS E SESSENTA CENTAVOS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF E PERDA DE PONTOS E EXCLUSÃO DO CAMPEONATO.

COLORADO AC: POR MAIORIA, MULTA NO VALOR DE R$ 4.092,60 (QUATRO MIL E NOVENTA E DOIS REAIS E SESSENTA CENTAVOS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF E PERDA DE PONTOS E EXCLUSÃO DO CAMPEONATO.

 

AUTOS N°. 402/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: MAURICIO BITTENCOURT FOWLER  

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- ADULTO- 2016

JOGO: SRE BANGÚ X EC SERGIPE

DATA: 17/10/2016

DENUNCIADO (S):

MAX WILLIANNS LOPES

MAX WILLIANNS LOPES

MAX WILLIANNS LOPES

MAX WILLIANNS LOPES

EC SERGIPE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: MAX WILLIANNS LOPES, inscrito no BID sob o n.° 323.197, atleta da equipe de prática desportiva E.C. SERGIPE, foi expulso aos 50’ de partida de forma direta, logo após a marcação de um gol da equipe adversária, se dirigir em direção ao arbitro e ao 1.° assistente, com o dedo em riste, proferindo as seguintes palavras: “vocês ‘tão loucos’? Querem apanhar aqui? Eu vou quebrar a sua cara rapaz! Vai tomar no seu cú! Não foi Gol!”. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigos 243-C e 258, §2.°, inciso II, combinado com o artigo 183, todos do CBJD.

2° DENUNCIADO: MAX WILLIANNS LOPES, inscrito no BID sob o n.° 323.197, atleta da equipe de prática desportiva E.C. SERGIPE, que em ato contínuo a sua expulsão, novamente se dirigiu ao arbitro da partida, proferindo as seguintes palavras: “Eu vou quebrar a sua cara seu besta! Pode chamar a polícia já! Que agora você vai apanhar!”. Momento em que foi contido pelos companheiros de equipe.  Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigos 243-C e 258, §2.°, inciso II, combinado com o artigo 183, todos do CBJD.

3° DENUNCIADO: MAX WILLIANNS LOPES, inscrito no BID sob o n.° 323.197, atleta da equipe de prática desportiva E.C. SERGIPE, que após ser retirado do campo de partida, se dirigiu à arquibancada e continuou a proferir as seguintes palavras contra o assistente n.° 02: “vocês são tudo bandido! Vocês merecem apanhar mesmo! Vou pegar vocês aqui fora!”. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigos 243-C e 243-F, combinado com o artigo 183, todos do CBJD.

4° DENUNCIADO: MAX WILLIANNS LOPES, inscrito no BID sob o n.° 323.197, atleta da equipe de prática desportiva E.C. SERGIPE, que após ter se direcionado à arquibancada do estádio, após a sua expulsão e ofensas e ameaças verbais, ainda desferiu 02 (duas) cusparadas contra o assistente n.° 02, Senhor Andrey Guimarães. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas no artigos 254-B, por duas vezes, combinado com o artigo 183, todos do CBJD.

5° DENUNCIADO: EC SERGIPE, equipe de prática desportiva, responsável pelos atos de seu atleta em praça desportiva, hipótese prevista na integra dos termos do artigo 258-D, do CBJD.

OBSERVAÇÕES:

Defensor (a): FABIO CARZINO

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

MAX WILLIANNS LOPES: POR MAIORIA, SUSPENSÃO DE VINTE DIAS EM CONCRETO.

MAX WILLIANNS LOPES: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

MAX WILLIANNS LOPES: POR MAIORIA, SUSPENSÃO DE VINTE DIAS E DUAS PARTIDAS DE SUSPENSÃO EM CONCRETO.

MAX WILLIANNS LOPES: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

EC SERGIPE: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

______________________________________________________________________________

AUTOS N°. 403/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: RENATO GALVÃO CARRILLO  

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- JUVENIL- 2016

JOGO: EC OLIMPICO X EX SERGIPE

DATA: 24/09/2016

DENUNCIADO (S):

ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO

ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO

ROBSON C. DE JESUS

MILTON MACHADO JUNIOR

BRAYAN P. DOS SANTOS

EC OLÍMPICO

EC SERGIPE

HENRIQUE SCARAMUSSA LOPES

GABRYELLA GONÇALVES FIATCOSKI

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO, BID n.º XXXX, atleta da EPD EC Sergipe, expulso diretamente aos 67’ (sessenta e sete minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do árbitro principal da partida, deu um soco nas costas de seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, do CBJD.

2° DENUNCIADO: ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO, BID n.º XXXX, atleta da EPD EC Sergipe, após já ter sido expulso, aos 80’ (oitenta minutos) de partida, posteriormente à marcação de uma falta deu um soco no rosto de seu adversário que caiu no chão, causando e participando de conflito (briga generalizada) entre jogadores. Com tal conduta, o Denunciado praticou os ilícitos tipificados nos arts. 254-A e 257, ambos do CBJD.

3° DENUNCIADO: ROBSON C. DE JESUS, BID n.º XXXX, atleta da EPD EC Sergipe, expulso diretamente aos 80’ (oitenta minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do árbitro principal da partida, atingiu com golpes o jogador Adriano Assunção, participando de um conflito (briga generalizada) com outros jogadores. Com tal conduta, o Denunciado praticou os ilícitos tipificados nos arts. 254-A e 257, ambos do CBJD.

4° DENUNCIADO: MILTON MACHADO JUNIOR, BID n.º XXXX, atleta da EPD EC Olímpico expulso diretamente aos 80’ (oitenta minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do árbitro principal da partida, participou de um conflito (briga generalizada) com outros jogadores. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 257, do CBJD.

5° DENUNCIADO: BRAYAN P. DOS SANTOS, BID n.º XXXX, atleta da EPD EC Olímpico expulso diretamente aos 80’ (oitenta minutos) de partida, pois, conforme consta do relatório do delegado do jogo, participou de um conflito (briga generalizada) com outros jogadores. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 257, do CBJD.

6° DENUNCIADO: EC OLIMPICO, entidade de prática desportiva, a qual deve também ser condenada pelas condutas praticadas pelo seu atleta acima denunciado. Desta forma, pugna-se pela condenação da Denunciada nos termos do disposto no art. 258-D, do CBJD.

7° DENUNCIADO: EC SERGIPE, entidade de prática desportiva, a qual deve também ser condenada pelas condutas praticadas pelos seus atletas acima denunciados. Desta forma, pugna-se pela condenação da Denunciada nos termos do disposto no art. 258-D, do CBJD.

8° DENUNCIADO: HENRIQUE SCARAMUSSA LOPES, árbitro principal no jogo em epígrafe, por preencher de forma incompleta o relatório da partida em questão, vez que constam informações precárias sobre a briga generalizada ocorrida, bem como a discrepância de dados com relação ao relatório do delegado do jogo, restando prejudicada a análise completa dos ilícitos por esta Procuradoria. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no caput do art. 266 do CBJD.

9° DENUNCIADO: GABRYELLA GONÇALVES FIATCOSKI, delegado da FPF no jogo em epígrafe, por preencher de forma incompleta o relatório da partida em questão, vez que constam informações precárias sobre a briga generalizada ocorrida, bem como a discrepância de dados com relação ao relatório do árbitro principal, restando prejudicada a análise completa dos ilícitos por esta Procuradoria. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no caput do art. 266 do CBJD.

OBSERVAÇÕES:

Defensor (a): FABIO CARZINO (ADV: EC OLIMPICO / EX SERGIPE) / EDUARDO VARGAS ( ADV APAF)

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE DUAS PARTIDAS.

ADRIANO DE F. ASSUNÇÃO: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

ROBSON C. DE JESUS: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE DUAS PARTIDAS.

MILTON MACHADO JUNIOR: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

BRAYAN P. DOS SANTOS: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

EC OLÍMPICO: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

EC SERGIPE: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

HENRIQUE SCARAMUSSA LOPES: POR UNANIMIDADE, SUSPENSAO DE QUINZE DIAS, SEM APLICAÇÃO DE MULTA.

GABRYELLA GONÇALVES FIATCOSKI: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N°. 404/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA  

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- ADULTO- 2016

JOGO: EC SERGIPE X UN. AHÚ FC

DATA: 08/10/2016

DENUNCIADO (S):

RICARDO SILVA BARBOSA

RAMON HENRIQUE HALICK

ADIR P. DOS SANTOS

ROBERTO ZEPECHONKA

UNIÃO AHÚ FC

CLEBERTON PONCE DA SILVA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. ARIEL NORBERTO LEAL

1° DENUNCIADO: RICARDO SILVA BARBOSA, atleta da EPD E.C. SERGIPE, inscrito na CBF sob nº. 297470, consoante à súmula da partida, o denunciado foi expulso após receber o cartão amarelo e proferir as seguintes palavras em ofensa ao árbitro principal: “por isso que temos de bater nesses vagabundos”, em seguida, o atleta denunciado correu em direção ao árbitro para agredi-lo, sendo contido por seus companheiros de equipe. Em decorrência do tumulto criado pelo atleta, a partida ficou paralisada por 13 minutos pela falta de segurança no local da partida. Ao final o atleta saiu de campo dizendo que “esperaria o árbitro fora do campo”,.Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 243-C; 243-F; 254-A §3º e 258 §2º inciso II do CBJD.

2° DENUNCIADO: RAMON HENRIQUE HALICK, atleta da EPD UNIÃO AHÚ, inscrito na CBF sob nº. 356708, consoante à súmula da partida, o denunciado foi expulso por dupla advertência por reclamação acintosa, foi em direção ao árbitro com o dedo em riste dizendo: “você é um filho da puta mesmo, vagabundo depois que apanha não porque” o atleta teve que ser contido por seus companheiros de equipe. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 243-C; 243-F; 254-A §3º e 258 §2º inciso II do CBJD.

3° DENUNCIADO: ADIR P. DOS SANTOS, preparador de goleiros da EPD UNIÃO AHÚ, consoante à súmula da partida, o denunciado reclamou de forma ostensiva das decisões do árbitro principal. Ainda no campo disse: “você é um vagabundo mesmo, filho da puta, mais um árbitro que tem que apanhar para aprender”. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 243-C; 243-F e 258 §2º inciso II do CBJD.

4° DENUNCIADO: ROBERTO ZEPECHONKA, vice-presidente da EPD UNIÃO AHÚ, consoante à súmula da partida, o denunciado invadiu o campo de jogo indo até o delegado da partida para dizer: “O Hélio Cury está de sacanagem mesmo, manda esses bostas para apitar, vou ligar na Federação e falar com ele, e hoje vai ter mais um árbitro que vai sair daqui direto para o hospital, porque vou arrebentar esse filho da puta”. Diante disso o jogo ficou paralisado por 2 minutos. O delegado da partida acompanhou o denunciado até a saída do campo, quando novas ameaças ocorreram: “não venha aqui se não você vai apanhar seu bosta”. Por assim agir, incorreu o denunciado nas sanções previstas nos artigos 243-C; 243-F; 258 §2º e 258-B inciso II do CBJD.

5° DENUNCIADO: UNIÃO AHÚ FC, entidade de prática desportiva, na qualidade de responsável por seus atletas, comissão técnica e dirigentes, tendo em vista as atitudes praticadas por seu atleta, preparador de goleiros e vice-presidente, que praticaram atos contrários à prática desportiva, sendo, portanto, considerados infratores, a responsabilidade recai também sobre à EPD. Desta forma, incorreu a EPD denunciada nas sanções previstas nos artigos 191 inciso III e 258-D ambos do CBJD e art. 34 § 3º do Regulamento Geral de Competições.

6° DENUNCIADO: CLEBERTON PONCE DA SILVA, árbitro principal da partida. O denunciado fez constar na súmula da partida que o treinador da EPD UNIÃO AHÚ, senhor Marcelo L. De L. Bueno reclamou ostensivamente de suas decisões, porém, o denunciado não descreveu de forma detalhada a conduta do treinador, dificultando uma possível denuncia em desfavor do treinador. Desta forma, incorreu o denunciado nas sanções previstas no artigo 266 do CBJD.

OBSERVAÇÕES: OITIVA DO DENUNCIADO CLEBERTON PONCE DA SILVA / OITIVA DO DENUNCIADO ROBERTO ZEPECHONKA. DEFESA DR FABIO CARZINO REQUEREU LAVRATURA DE ACORDAO.

 

Defensor (a): FABIO CARZINO (ADV. EC SERGIPE / UN. AHÚ FC) EDUARDO VARGAS (ADV. APAF).

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

RICARDO SILVA BARBOSA: POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD. POR MAIORIA, SUSPENSÃO DE QUARENTA E CINCO DIAS, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 254-A §3º DO CBJD. POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD. TOTALIZANDO OITENTA E CINCO DIAS DE SUSPENSAO.  

RAMON HENRIQUE HALICK:  POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD.

ADIR P. DOS SANTOS: POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD.

ROBERTO ZEPECHONKA: POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD.  POR MAIORIA, SUSPENSAO DE VINTE DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 243-C DO CBJD. POR MAIORIA, SUSPENSAO DE DEZ DIAS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 258, §2º II DO CBJD. TOTALIZANDO CINQUENTA DIAS DE SUSPENSAO, SEM APLICAÇÃO DE MULTA.

UNIÃO AHÚ FC: POR MAIORIA, MULTA NO VALOR DE R$ 2.000,00 (DOIS MIL REAIS) A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 5 DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 258-D DO CBJD.

CLEBERTON PONCE DA SILVA: POR MAIORIA, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N°. 405/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: CHRISTIANO SOUTO PUPPI  

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- JUVENIL- 2016

JOGO: EC SERGIPE X UN. AHÚ FC

DATA: 08/10/2016

DENUNCIADO (S):

EC SERGIPE

GABRIEL A. DOS SANTOS

UNIÃO AHÚ FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: EC SERGIPE, entidade de prática desportiva, por mandar o jogo em local inadequado, pois no Relatório do Delegado de Jogo consta, detalhadamente, que os vestiários tinham condições de iluminação precárias e o gramado estava muito ruim para a prática de futebol cheio de falhas na grama e com marcação de linhas precária. Com tal conduta, a EDP Denunciada praticou o ilícito tipificado no art. 211, do CBJD, por deixar de manter o local que indicou para a realização da partida com plenas condições para sua realização.

2° DENUNCIADO: GABRIEL A. DOS SANTOS, BID n.º 537.638, atleta da EPD EC União Ahú FC, expulso diretamente aos 46’ (quarenta e seis minutos) de partida, pois conforme consta do relatório do árbitro principal da partida agrediu seu adversário com um chute na canela fora da disputa da bola. Vale mencionar que a partida restou paralisada em razão da agressão e o atleta agredido teve de ser substituído. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, do CBJD.

3° DENUNCIADO: UNIÃO AHÚ FC, entidade de prática desportiva, a qual deve também ser condenada pela conduta praticada pelo seu atleta acima denunciado. Desta forma, pugna-se pela condenação da Denunciada nos termos do disposto no art. 258-D, do CBJD.

OBSERVAÇÕES:

Defensor (a): FABIO CARZINO (ADV. EC SERGIPE / UN. AHÚ FC)

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

EC SERGIPE: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

GABRIEL A. DOS SANTOS: POR UNANIMIDADE, SUSPENSÃO DE DUAS PARTIDAS EM CONCRETO.

UNIÃO AHÚ FC: POR UNANIMIDADE, ABSOLVIDO.

 

AUTOS N°. 406/2016 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: MAURICIO BITTENCOURT FOWLER  

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL- SÉRIE B- ADULTO- 2016

JOGO: VASCO DA GAMA FC X SOBI SÕA BRAZ

DATA: 08/10/2016

DENUNCIADO (S):

CLEVERSON P. DE OLIVEIRA

ROMILDO JOSÉ CARIGNANO

LUIZ C. CANDIDO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: CLEVERSON P. DE OLIVEIRA, inscrito no BID sob o n.° 325.418, atleta da equipe de prática desportiva VASCO DA GAMA F.C., foi expulso aos 90+3’ de partida de forma direta, após desferir um tapa no rosto do atleta adversário com força excessiva, na disputa da bola. Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigos 254, §1.°, inciso I, do CBJD.

2° DENUNCIADO: ROMILDO JOSÉ CARIGNANO, técnico da equipe de prática desportiva SOBI SÃO BRAZ, foi expulso após o termino da partida, por participar de discussão e tentativa de agressão com atleta da equipe adversária, o que só não se efetivou em vias de fato em virtude da pronta intervenção dos atletas de ambas as equipes.  Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigo 258, ‘caput’, do CBJD.

3° DENUNCIADO: LUIZ C. CANDIDO, inscrito no BID sob o n.° 322.016, atleta da equipe de prática desportiva VASCO DA GAMA F.C., foi expulso após o termino da partida, por participar de discussão e tentativa de agressão frente ao técnico da equipe adversária, o que só não se efetivou em vias de fato em virtude da pronta intervenção dos atletas de ambas as equipes.  Por assim agir, o denunciado incorre nas sanções previstas nos artigo 258, ‘caput’, do CBJD.

OBSERVAÇÕES:

Defensor (a): WILLIAN HOSAKA

 

DECISÃO DA 2º C.D.:

 

CLEVERSON P. DE OLIVEIRA: POR UNANIMIDADE, SUSPENSAO DE UMA PARTIDA.

ROMILDO JOSÉ CARIGNANO: POR UNANIMIDADE, PENA DE ADVERTENCIA.

LUIZ C. CANDIDO: POR UNANIMIDADE, PENA DE ADVERTENCIA.

_____________________________________________________________________________

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Amanda Antunes Vasconcellos, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.

 

Curitiba/PR, 22 de novembro de 2.016.

RENATO GALVÃO CARRILLO

Vice-Presidente

AMANDA ANTUNES VASCONCELLOS

                   Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná                   




Referências:

17/11/2016 - Pauta 2ª Comissão Disciplinar- 22 de Novembro de 2016
Publicação: 23/11/2016 às 13:30