Sessão: Segunda-feira, 24 de abril de 2017

.: Pauta 1ª Comissão Disciplinar - 24 de abril de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 24/04/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 18/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 24 DE ABRIL 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Segunda - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

 

AUTOS N. 67/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR.RAUL CLEI COCCARO SIQUEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2ª DIVISÃO - 2017

OFÍCIO Nº 20/2017

DATA: 27/03/2017

DENUNCIADO (S):

A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE, entidade de prática desportiva por incluir e fazer constar na súmula o atleta LUCAS LUIZ MARCATO (BID 448048) na partida realizada pela 1ª Rodada, do Turno Único, da 1ª Fase, do Campeonato Paranaense de Futebol 2ª Divisão – 2017, sem condições de jogo, pois o aludido atleta retornou antecipadamente de empréstimo sem a devida notificação e protocolo junto à FPF. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

 

AUTOS N°. 68/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. ALLYSSON DOMINGUES MILITÃO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL - 2ª DIVISÃO - 2017

JOGO: CLUBE ANDRAUS BRASIL X MARINGÁ FC

DATA: 02/04/2017

DENUNCIADO (S):

NADIM ANDRAUS

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1° DENUNCIADO: NADIM ANDRAUS, dirigente da entidade de prática desportiva Clube Andraus Brasil, pois durante o intervalo, e, logo após a partida adentrou em campo sem a devida autorização, atravessou o gramado e se dirigiu aos vestiários.  Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

 

AUTOS N. 69/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RODRIGO FEDATTO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL 1ª DIVISÃO - 2017

JOGO: RIO BRANCO SC X FOZ DO IGUAÇU FC

DATA: 29/03/2017

DENUNCIADO (S):

LUIZ HENRIQUE CAMARGO

JOÃO G. B. NETO NOGUEIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAYCOLN SOSTAG DE CAMARGO

1° DENUNCIADO: LUIZ HENRIQUE CAMARGO, atleta da entidade de prática desportiva Rio Branco SC, inscrito com o nº de BID 173179, que foi expulso aos 89 (oitenta e nove) minutos de partida por ficarem trocando empurrões mutuamente numa discussão. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: JOÃO G. B. NETO NOGUEIRA, atleta da entidade de prática desportiva Foz do Iguaçu FC, inscrito com o nº de BID 384163, que foi expulso aos 89 (oitenta e nove) minutos de partida por ficarem trocando empurrões mutuamente numa discussão. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N°. 70/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: AUGUSTO LOPES ESCUDERO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO - 2017

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X CA PARANAENSE

DATA: 04/03/2017

DENUNCIADO (S):

FOZ DO IGUAÇU FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAYCOLN SOSTAG DE CAMARGO

1° DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva por ser responsável pelo atraso do início da partida em 03 (três) minutos. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva por invasão de campo, onde o clube mandante não conteve a torcida, conforme relato do delegado da partida “após o fim da partida e da retirada do trio de arbitragem; houve a invasão de torcedores dos atletas do Foz do Iguaçu ao campo de jogo; sem que as equipes tivessem se retirado aos vestiários”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 213, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

________________________________________________________________________________________

 

AUTOS N. 71/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RAUL CLEI COCCARO SIQUEIRA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO - 2017

JOGO: FC CASCAVEL X PRUDENTÓPOLIS FC

DATA: 26/03/2017

DENUNCIADO (S):

FC CASCAVEL

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1° DENUNCIADO: FC CASCAVEL, entidade de prática desportiva, porque, conforme consta do relatório do árbitro principal, deu causa ao atraso do início da partida em 04 (quatro) minutos. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. 


 

AUTOS N. 72/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. ALLYSSON DOMINGUES MILITÃO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 1ª DIVISÃO - 2017

JOGO: CA PARANAENSE X PARANÁ CLUBE

DATA: 02/04/2017

DENUNCIADO (S):

GABRIEL TOZO

CA PARANAENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: GABRIEL TOZO, gandula da entidade de prática desportiva Clube Atlético Paranaense, por retardar a reposição da bola, sendo que após a sua exclusão aos 90’ +2 de partida, proferiu os seguintes dizeres ao árbitro da partida: “vou meter a mão na sua cara.”.  Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 243-C do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: CLUBE ATLÉTICO PARANAENSE, entidade de prática desportiva, por ser responsável pelo gandula acima denunciado que atuou durante a partida e que praticou as condutas já descritas, descumprindo assim o artigo 35, § 4º do Regulamento Geral das Competições. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.


 

Publicação: 18/04/2017 às 17:49