Sessão: Terça-feira, 13 de junho de 2017

.: Pauta 2ª Comissão Disciplinar - 13 de Junho de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 13/06/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 33/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 13 DE JUNHO 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Terça - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N. 184/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB – 19

JOGO: GRÊMIO MARINGÁ S/S X A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DATA: 20/05/2017

DENUNCIADO (S):

GRÊMIO MARINGÁ S/S

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ S/S, entidade de prática desportiva por não apresentar a carteira de identificação da FPF de seu atleta Guilherme G. Mello, descumprindo assim o art. 23 do Regulamento Geral das Competições. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N°. 185/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR.RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

OFÍCIO Nº 044/2017

DATA: 29/05/2017

DENUNCIADO (S):

MARINGÁ FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES

1° DENUNCIADO: MARINGÁ FC, entidade de prática desportiva, por fazer constar na súmula de jogo, na partida realizada em 12 de maio de 2017, contra a entidade de prática desportiva CA Cambé,16 (dezesseis) atletas de maneira irregular. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 186/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURICIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2ª DIVISÃO

JOGO: OPERÁRIO FERROVIÁRIO EC X AC PARANAVAÍ

DATA: 16/04/2017

DENUNCIADO (S):

MARCOS ANTONIO RODRIGUES

AC PARANAVAÍ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. JOSÉ GUSTAVO MENEGHEL RANDO

1º DENUNCIADO: MARCOS ANTONIO RODRIGUES, presidente do AC Paranavaí, pois invadiu o campo de jogo aos 92 (noventa e dois) minutos de partida, pulando a lateral e se dirigiu ao banco de reservas da sua própria equipe, causando grande confusão e proferindo palavras ofensivas a torcida adversária, descritas na súmula como “vão tomar no cú”, batendo com as mãos no acrílico que separa o campo de jogo da torcida adversária. Ao ser retirado de campo ameaçou o 4º árbitro dizendo “quero ver o que você vai por na súmula”. Com tais condutas, o Denunciado praticou os ilícitos tipificado nos arts. 258, 258-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: AC PARANAVAÍ, entidade de prática desportiva a qual também deve ser condenada pela invasão de campo praticada pelo seu dirigente acima denunciado. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

__________________________________________________________________________ 

 AUTOS N.  187/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO

CAMPEONATO DA 54ª TAÇA PARANÁ - ADULTO

JOGO: FANÁTICO FC X UN. VILA SANDRA EC

DATA: 21/05/2017

DENUNCIADO (S):

MARCOS A. FRANCO

MARCOS A. FRANCO

MARCOS A. FRANCO

MARCOS A. FRANCO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1º DENUNCIADO: MARCOS A. FRANCO, técnico integrante da entidade de prática desportiva Un. Vila Sandra EC, por gesticular e proferir as seguintes palavras ao árbitro: “porra, caralho, isso é pra cartão, você tá de sacanagem mesmo, ta conseguindo estragar o jogo”, motivando a sua expulsão aos 37 (trinta e sete) minutos da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: MARCOS A. FRANCO, técnico integrante da entidade de prática desportiva Un. Vila Sandra EC, pois após ser expulso de campo, invadir o campo, agarrar o árbitro pela camisa tentando rasgá-la, apontando o dedo no rosto do árbitro e dizer que isso não ficaria assim, que lá fora do campo ele iria resolver, sendo contido pelos atletas. Com tais condutas, o Denunciado praticou os ilícitos tipificado nos arts. 258-B, 254-A c/c 157,§1º; 258 e 243-C todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: MARCOS A. FRANCO, técnico integrante da entidade de prática desportiva Un. Vila Sandra EC, pois após ter sido contido pelos atletas de sua EPD, se desvencilhar deles, agarrar, novamente, a camisa do árbitro e proferir as seguintes palavras ao árbitro: “você é um fraco, seu bosta, seu bosta, você ta vendo aqueles 06 (seis) torcedores lá fora, você vai ter que resolver as coisas com eles, pode ter certeza disso”. Com tais condutas, o Denunciado praticou os ilícitos tipificado nos arts. 254-A c/c 157,§1º e 243-C todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

4º DENUNCIADO: MARCOS A. FRANCO, técnico integrante da entidade de prática desportiva Un. Vila Sandra EC, por, no intervalo da partida, próximo à entrada do vestiário da arbitragem, proferir as seguintes palavras: “vocês estão vendo aqueles 06 (seis) torcedores lá fora – apontando o dedo para os torcedores de sua EPD-, quero ver eles deixarem vocês saírem vivos daqui hoje”. Com tais condutas, o Denunciado praticou os ilícitos tipificado nos arts. 258-B e 243-D parágrafo único, todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 188/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRITIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 15

JOGO: INDEPENDENTE FSJ X VASCO DA GAMA FC

DATA: 27/05/2017

DENUNCIADO (S):

PEDRO H. LECHETA

VICTOR M. R. REIS

VINICIUS M. DOS SANTOS

IGOR G. M. GARCIA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

1º DENUNCIADO: PEDRO H. LECHETA, atleta da entidade de prática desportiva Independente FSJ, inscrito no BID com o nº 548.657, que foi expulso aos 29 (vinte e nove) minutos de partida por trocar agressões físicas, fora da disputa de bola, com o atleta adversário Sr. Victor M. R. Reis. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos arts. 254-A, incisos I e II; e 257 todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: VICTOR M. R. REIS, atleta da entidade de prática desportiva Vasco da Gama, inscrito no BID com o nº 586.295, que foi expulso aos 29 (vinte e nove) minutos de partida por trocar agressões físicas, fora da disputa de bola, com o atleta adversário Sr. Pedro H. Lecheta. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos arts. 254-A, incisos I e II; e 257 todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: VINICIUS M. DOS SANTOS, atleta da entidade de prática desportiva Vasco da Gama, inscrito no BID com o nº 553.312, que foi expulso aos 29 (vinte e nove) minutos de partida por trocar agressões físicas, fora da disputa de bola, com o atleta adversário Sr. Igor G. M. Garcia. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos arts. 254-A, incisos I e II; e 257 todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

4º DENUNCIADO: IGOR G. M. GARCIA, atleta da entidade de prática desportiva Independente FSJ, inscrito no BID com o nº 584.758, que foi expulso aos 29 (vinte e nove) minutos de partida por trocar agressões físicas, fora da disputa de bola, com o atleta adversário Sr. Vinicius M. Dos Santos. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos arts. 254-A, incisos I e II; e 257 todos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________ 

AUTOS N. 189/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 17

JOGO: FC CASCAVEL X CE UNIÃO

DATA: 20/05/2017

DENUNCIADO (S):

ANTONIO CESAR LIMA PEREIRA

ADRIANO MIKAOSKI TESTON

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI

1º DENUNCIADO: ANTONIO CESAR LIMA PEREIRA, árbitro da FPF, por não comparecer para exercer a sua função de árbitro da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 261- A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: ADRIANO MIKAOSKI TESTON, atleta da entidade de prática desportiva Londrina EC, inscrito no BID nº 550.092, por após o término da partida, dirigir-se até a arbitragem e proferir as seguintes palavras “você é louco, acabou o jogo, não sabe nada” e, mesmo contido pelos atletas de sua EPD, continuou dizendo: “seu louco, vai se ferrar”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 243-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. 

Publicação: 08/06/2017 às 16:34