Sessão: Terça-feira, 11 de julho de 2017

.: Pauta 2ª Comissão Disciplinar - 11 de Julho de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 11/07/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 42/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 11 DE JULHO 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Terça - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N. 186/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURICIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2ª DIVISÃO

JOGO: OPERÁRIO FERROVIÁRIO EC X AC PARANAVAÍ

DATA: 16/04/2017

DENUNCIADO (S):

MARCOS ANTONIO RODRIGUES

AC PARANAVAÍ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. JOSÉ GUSTAVO MENEGHEL RANDO

1º DENUNCIADO: MARCOS ANTONIO RODRIGUES, presidente do AC Paranavaí, pois invadiu o campo de jogo aos 92 (noventa e dois) minutos de partida, pulando a lateral e se dirigiu ao banco de reservas da sua própria equipe, causando grande confusão e proferindo palavras ofensivas a torcida adversária, descritas na súmula como “vão tomar no cú”, batendo com as mãos no acrílico que separa o campo de jogo da torcida adversária. Ao ser retirado de campo ameaçou o 4º árbitro dizendo “quero ver o que você vai por na súmula”. Com tais condutas, o Denunciado praticou os ilícitos tipificado nos arts. 258, 258-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: AC PARANAVAÍ, entidade de prática desportiva a qual também deve ser condenada pela invasão de campo praticada por torcedor, a qual não foi prevenida ou recriminada pelo clube. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 213, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 245/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 2ª DIVISÃO

JOGO: IRATY SC X A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DATA: 25/06/2017

DENUNCIADO (S):

DAVI FRANCELINO

A. PORTUGUESA LONDRINENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. JOSÉ GUSTAVO MENEGHEL RANDO

1º DENUNCIADO: DAVI FRANCELINO, atleta da entidade de prática desportiva A. Portuguesa Londrinense, inscrito com o BID nº 406.471, expulso aos 87 (oitenta e sete) minutos da partida, pois socou o peito do seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: A. PORUGUESA LONDRINENSE, entidade de prática desportiva, pela conduta praticada pelo atleta acima denunciado. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. 


AUTOS N. 246/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

JOGO: J. MALUCELLI X PARANÁ CLUBE

DATA: 14/06/2017

DENUNCIADO (S):

J. MALUCELLI

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1º DENUNCIADO: J. MALUCELLI, entidade de prática desportiva, por não executar o hino estadual e nacional conforme determina a legislação vigente, ou seja, a Lei Estadual nº 15.570/2007 e a Lei Federal nº 13.413/2016. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, Ido Código Brasileiro de Justiça Desportiva. 


AUTOS N. 247/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURÍCIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 17

JOGO: GRECAL X INDEPENDENTE FSJ

DATA: 10/06/2017

DENUNCIADO (S):

GRECAL

MATHEUS S. MARIANO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1º DENUNCIADO: GRECAL, entidade de prática desportiva, por não executar o hino estadual e nacional conforme determina a legislação vigente, ou seja, a Lei Estadual nº 15.570/2007 e a Lei Federal nº 13.413/2016. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: MATHEUS S. MARIANO, atleta da entidade de prática desportiva Grecal, expulso diretamente aos 12 (doze) minutos do segundo tempo da partida, pois após uma falta para o time adversário, com a bola fora de jogo desferiu uma cotovelada na barriga de seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N°. 248/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR.RENATO GALVÃO CARRILLO

CAMPEONATO DA 4ª COPA DE FUTEBOL AMADOR DA CAPITAL

JOGO : GR IPIRANGA X UNIÃO AHU FC

DATA: 03/06/2017

DENUNCIADO (S):

ALEXANDER L. A. CORDEIRO

RODRIGO E. DOS SANTOS

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1° DENUNCIADO: ALEXANDER L. A. CORDEIRO, atleta da entidade de prática desportiva GR Ipiranga, inscrito com o BID nº 1526320, expulso diretamente aos 65 (sessenta e cinco) minutos de jogo por hostilidade em lance envolvendo o atleta Rodrigo dos Santos, 2º denunciado. Com a partida paralisada após ser agredido com um chute, revidou com um soco na perna. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, caput do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: RODRIGO E. DOS SANTOS, atleta da entidade de prática desportiva União Ahu FC, inscrito com o BID nº 1187668, expulso diretamente aos 65 (sessenta e cinco) minutos de jogo por hostilidade em lance envolvendo o atleta Alexander l. A Cordeiro, 1º denunciado. Que com a partida paralisada agrediu o adversário com um chute. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, §1º, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_______________________________________________________________________________________

AUTOS N. 249/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 17

JOGO: CASCAVEL CR X TOLEDO EC

DATA: 20/05/2017

DENUNCIADO (S):

TOLEDO EC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: TOLEDO EC, entidade de prática desportiva pela falta de apresentação de documentos de identificação da Federação Paranaense de Futebol do atleta Gabriel Aparecido Delfino Rodrigues, BID nº 596.289, descumprindo assim o Regulamento Geral das Competições, artigo 23. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N.  250/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17 

JOGO: TOLEDO EC X FOZ DO IGUAÇU FC

DATA: 17/06/2017

DENUNCIADO (S):

PHILIPPE DE O. PRAINHA

MARCOS CÉSAR BLANK

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: PHILIPPE DE O. PRAINHA, técnico da entidade de prática desportiva Foz do Iguaçu FC, que foi expulso ao término da partida por reclamar da equipe de arbitragem e ameaçar prejudicar e barrar seus integrantes. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, inciso II  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: MARCOS CÉSAR BLANK, árbitro da partida que não descreveu em súmula em qual momento se deu a expulsão do técnico da EPD Foz do Iguaçu FC. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 251/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURICIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

JOGO: FC CASCAVEL X FOZ DO IGUAÇU FC

DATA: 03/06/2017

DENUNCIADO (S):

FC CASCAVEL

OSMAR GOMES FERREIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: FC CASCAVEL, entidade de prática desportiva pela ausência de solicitação de policiamento, descumprindo assim o artigo 13 do Regulamento Específico da Competição. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: OSMAR GOMES FERREIRA, Delegado da partida, pela ausência de relato da omissão de entrega de ofício de policiamento pela EPD FC Cascavel. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos art. 261-A, §1º, inciso IV do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 252/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO

CIRCULAR Nº 127/2017

DENUNCIADO (S):

SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAYCOLN SOSTAG DE CAMARGO

1º DENUNCIADO: SOCIEDADE ESPORTIVA PLATINENSE, entidade de prática desportiva, por não cumprir a sentença dos autos 131/2017. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 253/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO 4ª COPA DE FUTEBOL AMADOR DA CAPITAL

JOGO: IMPERIAL FC X SANTÍSSIMA TRINDADE FC

DATA: 17/06/2017

DENUNCIADO (S):

IMPERIAL FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1º DENUNCIADO: IMPERIAL FC, entidade de prática desportiva, por não executar o hino estadual e nacional conforme determina a legislação vigente, ou seja, a Lei Estadual nº 15.570/2007 e a Lei Federal nº 13.413/2016.  Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, ido Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 254/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

JOGO: FC CASCAVEL X FC VERÊ

DATA: 10/06/2017

DENUNCIADO (S):

FC CASCAVEL

ANTÔNIO CESAR LIMA PEREIRA

OSMAR GOMES FERREIRA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1º DENUNCIADO: FC CASCAVEL, entidade de prática desportiva, por não executar o hino estadual e nacional conforme determina a legislação vigente, ou seja, a Lei Estadual nº 15.570/2007 e a Lei Federal nº 13.413/2016. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: ANTÔNIO CESAR LIMA PEREIRA, árbitro principal escalado para o jogo, que deixou de se apresentar para o jogo em questão. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 261-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: OSMAR GOMES FERREIRA, delegado escalado para a partida, por deixar de relatar a ocorrência infracional havida na partida, ou seja, a questão de o árbitro escalado para a partida não ter comparecido para apitar o jogo. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

Publicação: 06/07/2017 às 17:49