Sessão: Terça-feira, 25 de julho de 2017

.: Decisão 2ª Comissão Disciplinar - 25 de julho de 2017 :.

2ª COMISSÃO DISCIPLINAR

ATA DA SESSÃO DO DIA 25 DE JULHO DE 2017
EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 46/2017


Ao vigésimo quinto dia do mês de julho do ano de dois mil e dezessete, às dezenove horas, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná localizada na Avenida República Argentina, 2153, bairro Portão, Curitiba, Paraná, reuniram-se os Auditores Membros da 2° Comissão Disciplinar deste Tribunal, o Presidente Dr. Anderson Gaspar, Dr. Renato Galvão Carrillo e Dr. Mauricio Bittencourt Fowler. Pela Procuradoria ausente os auditores Dr. Ricardo Gamba Barboza e Dr. Christiano Souto Puppi. Na sequência passou-se a pauta, observando-se os pedido de preferência, na ordem adiante transcrita:

AUTOS N. 295/2017 – EM TRÂMITE
AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO.
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 19
JOGO: AA BATEL X SC CAMPO MOURÃO
DATA: 17/06/2017
DENUNCIADO (S):
JONAS FRYDER
ALIFER S. MARQUES
AA BATEL
JANAÍNE APARECIDA LIMA
GABRIEL ZAKALUSNY
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES
1º DENUNCIADO: JONAS FRYDER, atleta da entidade de prática desportiva AA Batel, inscrito no BID nº 539.274, por ter sido expulso pelo árbitro da partida aos 84 (oitenta e quatro) minutos de jogo por na disputa de bola fazer uso excessivo da força atingindo seu adversário com um chute na canela. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254, I  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: ALIFER S. MARQUES, atleta da entidade de prática desportiva AA Batel, inscrito no BID nº 523.768, por ter sido expulso pelo árbitro da partida aos 90 (noventa) minutos de jogo por atingir com uma cotovelada na barriga o seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, §1º, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
3º DENUNCIADO: AA BATEL, entidade de prática desportiva, por não executar os hinos nacional e estadual antes do inicio da partida, e pela conduta de seus atletas acima denunciados. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III e 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
4º DENUNCIADO: JANAÍNE APARECIDA LIMA, delegada da partida, por agir de forma relapsa ao preencher o relatório do jogo e não cumprir com sua função na forma esperada. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 261-A e 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
5º DENUNCIADO: GABRIEL ZAKALUSNY, atleta da entidade de prática desportiva AA Batel, pois deixou de apresentar o documento de identificação como atleta emitido pela Federação Paranaense de Futebol, descumprindo o artigo 02 do Regulamento Geral da Competição. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações: Foi requerido e deferido o prazo de 05 (cinco) dias para juntada de procuração.
Defensor: Dr. Pedro Gomes.

DECISÃO DA 2ª C.D:
JONAS FRYDER: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPENSÃO DE 01 (UMA) PARTIDA POR INFRAÇÃO AO ART. 254, I DO CBJD.
ALIFER S. MARQUES: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPENSÃO DE 04 (QUATRO) PARTIDAS POR INFRAÇÃO AO ART. 254-A, I DO CBJD.
AA BATEL: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TREZENTOS REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, I DO CBJD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
JANAÍNE APARECIDA LIMA: POR MAIORIA DE VOTOS, ABSOLVIDO.
GABRIEL ZAKALUSNY: POR MAIORIA DE VOTOS, ABSOLVIDO.

____________________________________________________________________________

AUTOS N. 290/2017 – EM TRÂMITE
AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB – 19
JOGO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE X UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA
DATA: 24/06/2017
DENUNCIADO (S):
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL
A. PORTUGUESA LONDRINENSE
UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA
A. PORTUGUESA LONDRINENSE
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA
1° DENUNCIADO: FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL, entidade de administração de desporto por não cumprir o que preconiza a Lei Estadual 15.570/2007 e Lei Federal nº 13.413/2016. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE, entidade de prática desportiva por não executar os Hinos Estadual e Nacional, conforme preconizam a Lei Estadual nº 15.570/2007 e Lei Federal nº 13.413/2016, descumprindo assim o artigo 44, parágrafo único do RGC. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
3º DENUNCIADO: UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA, entidade de prática desportiva por não entregar a relação de atletas, descumprindo o artigo 15 do Regulamento Específico do Campeonato e dificultando o desempenho das funções do delegado da partida. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
4º DENUNCIADO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE, entidade de prática desportiva por não providenciar guarda-sol ao Delegado da Partida, o que descumpre o artigo 32, inciso III do REC. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor do 1º denunciado: Dr. William Hosaka.
Defensor do 2º e 4º denunciado: Dr. Eliana Faustino.

DECISÃO DA 2ª C.D:
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDA.
A. PORTUGUESA LONDRINENSE: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TREZENTOS REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, III DO CBJD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE ADVERTÊNCIA POR INFRAÇÃO AO ART. 191, §1º DO CBJD.
A. PORTUGUESA LONDRINENSE: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADA A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 250,00 (DUZENTOS E CINQUENTA REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, III DO CBJD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
____________________________________________________________________________________

AUTOS N.  291/2017 – EM TRÂMITE
AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO.
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17  
JOGO: CIANORTE FC X COLORADO AC
DATA: 29/06/2017
DENUNCIADO (S):
LUAN DOUGLAS CHAMORRO MACIEL
CARLOS AUGUSTO GOMES
CARLOS AUGUSTO GOMES
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI
1º DENUNCIADO: LUAN DOUGLAS CHAMORRO MACIEL, atleta da entidade de prática desportiva Colorado AC, inscrito no BID nº 586.056, por desferir um chute na perna de seu atleta adversário, fora da disputa de bola, motivando a sua expulsão de forma direta aos 76 (setenta e seis) minutos da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: CARLOS AUGUSTO GOMES, técnico da entidade de prática desportiva Colorado AC, portador do RG nº 17.923.141, por chamar o árbitro auxiliar nº 01 de incompetente, motivando a sua expulsão aos 76 (setenta e seis) minutos da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
3º DENUNCIADO: CARLOS AUGUSTO GOMES, técnico da entidade de prática desportiva Colorado AC, portador do RG nº 17.923.141, por após ser expulso proferir as seguintes palavras para o árbitro da partida e para o árbitro auxiliar nº 01: “vão tomar no cu, seus idiotas”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr. Eliana Faustino.

DECISÃO DA 2ª C.D:
LUAN DOUGLAS CHAMORRO MACIEL: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPENSÃO DE 04 (QUATRO) PARTIDAS POR INFRAÇÃO AO ART. 254-A C/C 180, I DO CBJD.
CARLOS AUGUSTO GOMES: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE ADVERTÊNCIA POR INFRAÇÃO AO ART. 258, §1º DO CBJD.
CARLOS AUGUSTO GOMES: POR MAIORIA DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPSENSÃO DE 01 (UMA) PARTIDA POR INFRAÇÃO AO ART. 258, II DO CBJD.
__________________________________________________________________________________

AUTOS N. 285/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURICIO BITTENCOURT FOWLER
CAMPEONATO DA 4ª COPA DE FUTEBOL AMADOR DA CAPITAL
JOGO: SANTÍSSIMA TRINDADE EC X CA NACIONAL
DATA: 24/06/2017
DENUNCIADO (S):
LEONARDO POLATTI ANAD PORTELLA
HAROLDO FAGUNDES OLIVEIRA
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA
1º DENUNCIADO: LEONARDO POLATTI ANAD PORTELLA, árbitro principal escalado para o jogo em questão, por relatar de forma incompleta as ocorrências da partida, notadamente as condições e instalações do estádio,  onde anotou serem “péssimas”, sem no entanto descrevê-las, o que impossibilita a denúncia em face do clube mandante. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: HAROLDO FAGUNDES OLIVEIRA, delegado escalado para a partida em questão, por preencher de forma incompleta e inconsistente o seu relatório, o que impossibilitou a análise de ocorrências disciplinares da partida e eventuais ilícitos que poderiam ser apurados, notadamente às condições do estádio e dos vestiários. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações: Se fez presente e prestou depoimento o Sr. Leonardo Polatti A. Portella.
Defensor: Dr. Eduardo Vargas.

DECISÃO DA 2ª C.D:
LEONARDO POLATTI ANAD PORTELLA: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE ADVERTÊNCIA POR INFRAÇÃO AO ART. 261-A, §2º DO CBJD.
HAROLDO FAGUNDES OLIVEIRA: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDO.
____________________________________________________________________________

AUTOS N°. 289/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURÍCIO BITTENCOURT FOWLER
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB – 19
JOGO : LONDRINA EC X ARAPONGAS EC
DATA: 23/06/2017
DENUNCIADO (S):
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL
LONDRINA EC
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA
1° DENUNCIADO: FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL, entidade de administração de desporto por não cumprir o que preconiza a Lei Estadual 15.570/2007 e Lei Federal nº 13.413/2016. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2° DENUNCIADO: LONDRINA EC, entidade de prática desportiva por não executar os Hinos Estadual e Nacional, conforme preconizam a Lei Estadual nº 15.570/2007 e Lei Federal nº 13.413/2016, descumprindo assim o artigo 44, parágrafo único do RGC. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr. Eduardo Vargas.

DECISÃO DA 2ª C.D:
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDA.
LONDRINA EC: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TREZENTOS REAIS) EM CONCRETO POR INFRAÇÃO AO ART. 191, I DO CJBD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
_________________________________________________________________________________

AUTOS N. 293/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURÍCIO BITTENCOURT FOWLER
CAMPEONATO DA 4ª COPA DE FUTEBOL AMADOR DA CAPITAL
JOGO: SHABUREYA FC X GR IPIRANGA
DATA: 17/06/2017
DENUNCIADO (S):
SHABUREYA FC
RODRIGO D. KRUGER
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES
1º DENUNCIADO: SHABUREYA FC, entidade de prática desportiva, por não executar os hinos nacional e estadual, descumprindo o Regulamento Geral das Competições. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: RODRIGO D. KRUGER, Delegado da partida, pois ao preencher a súmula do jogo o fez com certa imperícia, uma vez que não relata se houve a execução ou o motivo que levou o clube mandante a não executar os hinos conforme determina o Regulamento Geral da Competição e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 261-A e 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr. William Hosaka.

DECISÃO DA 2ª C.D:
SHABUREYA FC: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TREZENTOS REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, I DO CJBD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
RODRIGO D. KRUGER: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDO.

__________________________________________________________________________________

AUTOS N. 286/2017 – EM TRÂMITE
AUDITOR RELATOR: DR. RENATOGALVÃO CARRILLO
CIRCULAR Nº 123/2017
DENUNCIADO (S):
GRÊMIO MARINGÁ
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RODOLFFO GARDINI FAGUNDES
1º DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, entidade de prática desportiva, pois não efetuou o pagamento da multa nos autos 116/2017, no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais). Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos arts. 223 caput e 223 parágrafo único, 191, inciso II, §2º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, devendo-se ainda aplicar o artigo 184 do mesmo Códex.

Observações:
Defensor: Dr.

DECISÃO DA 2ª C.D:
GRÊMIO MARINGÁ: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 1.000,00 (HUM MIL REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 223 DO CJBD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.

______________________________________________________________________________________

AUTOS N. 287/2017 – EM TRÂMITE
AUDITOR RELATOR: DR. RENATOGALVÃO CARRILLO
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17
JOGO: CE UNIÃO X FC CASCAVEL
DATA: 01/07/2017
DENUNCIADO (S):
CE UNIÃO
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI
1º DENUNCIADO: CE UNIÃO, entidade de prática desportiva, por deixar de manter infraestrutura necessária do local da realização da partida, notadamente pela condição de uso dos chuveiros do vestiário destinado à equipe adversária que não forneciam água quente. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr.

DECISÃO DA 2ª C.D:
CE UNIÃO: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDO.
_________________________________________________________________________________

AUTOS N. 288/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATOGALVÃO CARRILLO
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 17
JOGO: ROLANDIA EC X PSTC
DATA: 01/07/2017
DENUNCIADO (S):
BRUNO HENRIQUE DA SILVA
LUCAS GABRIEL SANTANA RAIMUNDO
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. BRUNO CAVALCANTE DE OLIVEIRA
1º DENUNCIADO: BRUNO HENRIQUE DA SILVA, auxiliar técnico da entidade de prática desportiva Rolândia EC, que foi excluído da partida aos 69 (sessenta e nove) minutos por protestar contra as marcações da arbitragem proferindo os seguintes dizeres: “porra bandeira, da uma pra nós, seu fraco, juiz de merda, fraco, filho da puta, vai tomar no cu”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: LUCAS GABRIEL SANTANA RAIMUNDO, atleta da entidade de prática desportiva Rolândia EC, inscrito no BID nº 587.012, que foi expulso aos 77 (setenta e sete) minutos de partida, por conduta violenta após atingir com o cotovelo o ombro do atleta adversário, fazendo uso excessivo de força, fora da disputa da bola. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254, § 1º, inciso I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr.

DECISÃO DA 2ª C.D:
BRUNO HENRIQUE DA SILVA: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPENSÃO DE 01 (UMA) PARTIDA POR INFRAÇÃO AO ART. 258, §2º, II DO CBJD.
LUCAS GABRIEL SANTANA RAIMUNDO: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE SUSPENSÃO DE 01 (UMA) PARTIDA POR INFRAÇÃO AO ART. 254, §1º, I DO CBJD.
__________________________________________________________________________________

AUTOS N. 292 /2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATOGALVÃO CARRILLO
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17
JOGO: PRUDENTÓPOLIS FC X PARANÁ CLUBE
DATA: 24/06/2017
DENUNCIADO (S):
PRUDENTÓPOLIS FC
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MARCELO FONSECA GURNISKI
1º DENUNCIADO: PRUDENTÓPOLIS FC, entidade de prática desportiva por deixar de executar o hino nacional e do Paraná, descumprindo assim o parágrafo único do artigo 44, do Regulamento Geral das Competições e os artigos 1º e 2º da Lei 15.570/2007. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191,I e III  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.
2º DENUNCIADO: FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL, entidade regional de administração do desporto, por deixar de executar o hino nacional e do Paraná, descumprindo assim o parágrafo único do artigo 44, do Regulamento Geral das Competições e os artigos 1º e 2º da Lei 15.570/2007, conforme se depreende do item 21 do relatório do Delegado da partida, foi consignado que a execução de hinos não se aplica (NA). Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos art. 191, I e III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr. William Hosaka.

DECISÃO DA 2ª C.D:
PRUDENTÓPOLIS FC: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 300,00 (TREZENTOS REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, I DO CJBD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.
FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL: POR UNANIMIDADE DE VOTOS, ABSOLVIDO.
_________________________________________________________________________________

AUTOS N. 294/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO
CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 19
JOGO: UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA X APUCARANA SPORTS
DATA: 17/06/2017
DENUNCIADO (S):
UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA
DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES
1º DENUNCIADO: UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA, entidade de prática desportiva, por não efetuar o pagamento da taxa de arbitragem, o que afronta o que preceitua o artigo 41, do Regulamento Geral da Competição.  Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Observações:
Defensor: Dr.

DECISÃO DA 2ª C.D:
UNIÃO FC DE NOVA FÁTIMA: UNANIMIDADE DE VOTOS, CONDENADO A PENA DE MULTA NO VALOR DE R$ 500,00 (QUINHENTOS REAIS) POR INFRAÇÃO AO ART. 191, III DO CJBD, A SER RECOLHIDA NO PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS JUNTO A TESOURARIA DA FPF.

___________________________________________________________________________________

Nada mais havendo a tratar, o Presidente encerrou a sessão, agradecendo a presença de todos, sendo lavrada a presente ata que, lida e aprovada pelos demais Auditores, vai assinada pelo Presidente e por mim, Marjorie Stefany Brock, Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Paraná.


ANDERSON GASPAR
Presidente


MARJORIE STEFANY BROCK
Secretária do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná






Referências:

25/07/2017 - Pauta 2ª Comissão Disciplinar - 25 de julho de 2017
Publicação: 26/07/2017 às 16:06