Sessão: Terça-feira, 10 de outubro de 2017

.: Pauta 2ª Comissão Disciplinar - 10 de Outubro de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 10/10/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 67/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 10 DE OUTUBRO 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Terça - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N. 482/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB -15

JOGO: GRÊMIO MARINGÁ X TOLEDO EC

DATA: 02/09/2017

DENUNCIADO (S):

GRÊMIO MARINGÁ

GRÊMIO MARINGÁ

GRÊMIO MARINGÁ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, entidade de prática desportiva, por falta de pagamento da taxa de arbitragem. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, entidade de prática desportiva, por não apresentar as carteiras de identidade desportiva emitidas pela FPF dos atletas Gabriel Henrique Medeiros Amid e Matheus Allan Toledo Casavara. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: GRÊMIO MARINGÁ, entidade de prática desportiva, pela ausência de gandulas. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 483/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 19

JOGO: CORITIBA FC X IRATY SC

DATA: 01/09/2017

DENUNCIADO (S):

CORITIBA FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: CORITIBA FC, entidade de prática desportiva, pela ausência do número de gandulas determinado pelo Regulamento. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N°. 484/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – JUVENIL

JOGO: VILA FANNY FC X UNIÃO CAPÃO RASO FC

DATA: 23/09/2017

DENUNCIADO (S):

YAMBASTHER M. B. SACRAMENTO

VILA FANNY FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: YAMBASTHER M. B. SACRAMENTO, atleta da entidade de prática desportiva União Capão Raso FC, BID nº 595.500, expulso de campo aos 30 (trinta) minutos do segundo tempo, pois primeiramente foi advertido por reclamar acintosamente com a arbitragem dizendo: “você é fraco para caralho” e, ato contínuo, por dupla advertência, expulso de campo por ainda reclamar batendo palmas para o árbitro principal, proferindo as seguintes palavras após a expulsão: “vai tomar no cu seu filho da puta”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: VILA FANNY FC, entidade de prática desportiva, pela falta de policiamento no local da realização da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado nos art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

___________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 485/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURÍCIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

JOGO: MARINGÁ FC X J. MALUCELLI

DATA: 16/09/2017

DENUNCIADO (S):

FABRICIO R. N. DA SILVA

RAFAEL CANHA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. VINICIUS RAFAEL PRESENTE

1° DENUNCIADO: FABRICIO R. N. DA SILVA, atleta da entidade de prática desportiva Maringá FC, BID nº 586.250, que foi expulso aos 13 (treze) minutos da partida por atingir com uma cotovelada o rosto de atleta da equipe adversária. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, §1º, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: RAFAEL CANHA, preparador de goleiros da entidade de prática desportiva J. Malucelli, CREF nº 009156-G/PR, que foi excluído da partida por discordar e reclamar de forma acintosa das decisões da equipe de arbitragem, insinuando desonestidade ou despreparo dos mesmos, com expressões como “não, não estava, errou de novo”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 486/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

JOGO: VASCO DA GAMA FC X SE TANGUÁ

DATA: 16/09/2017

DENUNCIADO (S):

JANSEN DE OLIVEIRA

RODRIGO S. DUARTE

JONATHAN SANTANA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. VINICIUS RAFAEL PRESENTE

1º DENUNCIADO: JANSEN DE OLIVEIRA, atleta da entidade de prática desportiva SE Tanguá, BID nº 294.549, pois após ser marcada infração com a sua equipe passou a reclamar acintosamente da decisão da equipe de arbitragem, partiu em direção ao assistente e, insinuando desonestidade ou atitude ímproba, passou a questionar a decisão, com expressões como “você tá inventando o que aí?”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: RODRIGO S. DUARTE, atleta da entidade de prática desportiva SE Tanguá, BID nº 512.494, por reclamar acintosamente da decisão da equipe de arbitragem, e após ser marcada infração com a sua equipe, o Denunciado se dirigiu ao árbitro e, insinuando desonestidade ou atitude ímproba, passou a questionar a decisão, com expressões como “é só contra o meu time? Aí fica difícil”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: JONATHAN SANTANA, atleta da entidade de prática desportiva SE Tanguá, BID nº 304.258, pois foi expulso da partida por chutar o rosto do jogador da equipe adversária. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, §1º, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

AUTOS N. 487/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

TAÇA FPF – SUB - 23

JOGO: IRATY SC X AC PARANAVAÍ

DATA: 10/09/2017

DENUNCIADO (S):

WENDER FERREIRA DA SILVA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: WENDER FERREIRA DA SILVA, atleta da entidade de prática desportiva AC Paranavaí, BID nº 535.489, que foi expulso de forma direta aos 67 (sessenta e sete) minutos de jogo por dar um tapa no adversário na disputa de bola. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254, caput do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 488/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RICARDO GAMBA GOMES BARBOZA

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL – SUB - 19

JOGO: IRATY SC X ARAPONGAS EC

DATA: 09/09/2017

DENUNCIADO (S):

ARAPONGAS EC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: ARAPONGAS EC, entidade de prática desportiva, por não apresentar as carteiras de identidade desportiva emitida pela FPF pelos atletas Augusto Naujak Luiz, Michel Gonçalves Santos, Joshué Ronaldo R. Leyes. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 489/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. MAURICIO BITTENCOURT FOWLER

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

JOGO: ABE NOVO MUNDO FC X UNIÃO CAPÃO RASO FC

DATA: 26/08/2017

DENUNCIADO (S):

GUILHERME S. REINALDI LINO

GREGORY P. PLACHA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. ARIEL NORBERTO LEAL

1° DENUNCIADO: GUILHERME S. REINALDI LINO, atleta da entidade de prática desportiva ABE Novo Mundo FC, BID nº 310.356, que foi expulso de forma direta por conduta violenta ao dar uma cotovelada no rosto do atleta adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A, §1º, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: GREGORY P. PLACHA, preparador de goleiros da entidade de prática desportiva ABE Novo Mundo FC, pois foi expulso após marcação de uma falta contra a sua equipe, o denunciado saiu do túnel de acesso ao estádio, dirigiu-se até a área técnica para xingar o bandeirinha da partida, proferindo as seguintes palavras: “vai se foder, bandeira do caralho”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 490/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. RENATO GALVÃO CARRILLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 19

JOGO: A. PORTUGUESA LONDRINENSE X FC CASCAVEL

DATA: 25/08/2017

DENUNCIADO (S):

FC CASCAVEL

MATHEUS MOURA DANIEL

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. PEDRO HENRIQUE VAL FEITOSA

1º DENUNCIADO: FC CASCAVEL, entidade de prática desportiva, por dar causa ao atraso para o inicio da partida em 22 (vinte e dois) minutos. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: MATHEUS MOURA DANIEL, atleta da entidade de prática desportiva A. Portuguesa Londrinense, BID nº 536.495, expulso diretamente aos 52 (cinquenta e dois) minutos de jogo, pois com o jogo paralisado deu um tapa no rosto de seu adversário. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

AUTOS N. 491/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. CHRISTIANO SOUTO PUPPI

TAÇA FPF – SUB - 23

JOGO: MARINGÁ FC X TOLEDO EC

DATA: 10/09/2017

DENUNCIADO (S):

EVERALDO LAMBERT MODESTO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. MAYCOLN SOSTAG DE CAMARGO

1º DENUNCIADO: EVERALDO LAMBERT MODESTO, árbitro da Federação Paranaense de Futebol, RG nº 6.314.176-3, pois não compareceu ao jogo e só informou por e-mail no dia seguinte, com apresentação de atestado, que estava em tratamento dentário, sem qualquer aviso anterior. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Publicação: 05/10/2017 às 18:03