Sessão: Quarta-feira, 18 de outubro de 2017

.: Pauta 3ª Comissão Disciplinar - 18 de Outubro de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 18/10/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 69/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 18 DE OUTUBRO DE 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N. 498/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – SÉRIE B - JUVENIL

JOGO: GR IPIRANGA X SE RENOVICENTE

DATA: 16/09/2017

DENUNCIADO (S):

GR IPIRANGA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES

1º DENUNCIADO: GR IPIRANGA, entidade de prática desportiva, por não comprovar o envio e recebimento do ofício a autoridade policial com o objetivo de solicitar o policiamento para o jogo, descumprindo assim  o inciso I do artigo 32 do Regulamento Geral das Competições. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, incisos I, II e III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 499/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

JOGO: CAXIAS FC X SOBI SÃO BRAZ

DATA: 23/09/2017

DENUNCIADO (S):

CAXIAS FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1º DENUNCIADO: CAXIAS FC, entidade de prática desportiva, por falta de policiamento no local de realização da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 500/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

TAÇA FPF – SUB - 23

JOGO: FOZ DO IGUAÇU FC X TOLEDO EC

DATA: 24/09/2017

DENUNCIADO (S):

FOZ DO IGUAÇU FC

FOZ DO IGUAÇU FC

FOZ DO IGUAÇU FC

ALTER JOSÉ RAGADALI

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1º DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva, por dar causa ao atraso no inicio da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva, pois não estavam disponíveis no inicio da partida a ambulância, o médico e os enfermeiros. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: FOZ DO IGUAÇU FC, entidade de prática desportiva, pois o posicionamento do representante da FPF se deu em local não protegido do sol, e a partida teve início com somente 03 (três) gandulas e um maqueiro. Com tal conduta, o Denunciado praticou duplamente o ilícito tipificado no art. 191, III  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

4º DENUNCIADO: ALTER JOSÉ RAGADALI, árbitro principal da partida, pois deu inicio a partida sem que houvesse no local uma ambulância e o médico. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 267 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 501/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

TAÇA FPF - SUB - 23

OFÍCIO Nº 146/2017

JOGO: OPERÁRIO FERROVIÁRIO EC X CLUBE ANDRAUS BRASIL

DATA: 24/09/2017

DENUNCIADO (S):

CLUBE ANDRAUS BRASIL

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. VINÍCIUS RAFAEL PRESENTE

1° DENUNCIADO: CLUBE ANDRAUS BRASIL, entidade de prática desportiva, pois seu atleta Matheus Gomes da Rocha não cumpriu a suspensão automática, e ainda incluiu o atleta em situação irregular na partida em questão. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N°. 502/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL –SUB - 19

OFÍCIO Nº 126/2017

DENUNCIADO (S):

SC CAMPO MOURÃO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1° DENUNCIADO: SC CAMPO MOURÃO, entidade de prática desportiva, por jogador sem carteira de identificação perante a autoridade do jogo. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 503/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

OFÍCIO Nº 108/2017

DENUNCIADO (S):

CA CAMBÉ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: CA CAMBÉ, entidade de prática desportiva, por utilizar jogador suspenso pelo 3º cartão amarelo, participando em partida de maneira irregular. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 214, §1º, §2º e §3º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 504/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 17

OFÍCIO Nº 109/2017

DENUNCIADO (S):

CA CAMBÉ

CA CAMBÉ

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: CA CAMBÉ, entidade de prática desportiva, atleta não identificado, disputando o jogo de forma irregular. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 214, §1º, §2º e §3º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: CA CAMBÉ, entidade de prática desportiva, atleta que não apresentou a carteira de identificação emitida pela FPF, em duas partidas. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 505/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - JUVENIL

JOGO: URE SANTA QUITÉRIA X UNIÃO VILA SANDRA EC

DATA: 30/09/2017

DENUNCIADO (S):

URE SANTA QUITÉRIA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. EDSON RENATO ALMEIDA FERNANDES

1º DENUNCIADO: URE SANTA QUITÉRIA, entidade de prática desportiva, por não comprovar o envio e o recebimento do ofício a autoridade policial com o objetivo de solicitar o comparecimento de efetivo policial para garantir a segurança na praça esportiva em que ocorreu o jogo. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, I, II e III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

Publicação: 11/10/2017 às 18:00