Sessão: Quarta-feira, 08 de novembro de 2017

.: Pauta 3ª Comissão Disciplinar - 08 de Novembro de 2017 :.

COMISSÃO DISCIPLINAR

PAUTA DE JULGAMENTO DO DIA 08/11/2017

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO N° 75/2017

De ordem do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Doutor Leandro Souza Rosa e nos termos dos arts. 45, 46 e seguintes do CBJD, faço  publicar o presente Edital em que são CITADAS E INTIMADAS as partes abaixo nominadas, para  que querendo, apresentem defesa pessoalmente, ou ainda, se façam representar por advogado  de  defesa, via procuração expressa, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva.  Torna-se  público, por intermédio deste Edital, que:

 

No dia 08 DE NOVEMBRO DE 2017 ou na Sessão Subseqüente, a partir das 19:00 horas  (Quarta - Feira), serão julgados na sede do TJD/PR, sito na Avenida República Argentina, 2153 – Portão, Curitiba, Paraná, os seguintes processos:

 

AUTOS N. 559/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

OFÍCIO Nº 157/2017

DENUNCIADO (S):

THIAGO M. DA SILVA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1º DENUNCIADO: THIAGO M. DA SILVA, preparador físico da entidade de prática desportiva SE Renovicente, RG nº 80950055, visto que não cumpriu a suspensão imposta pela 2ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 560/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 3ª DIVISÃO

OFÍCIO Nº 176/2017

DENUNCIADO (S):

ARAPONGAS EC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. RICARDO MAGNO QUADROS

1º DENUNCIADO: ARAPONGAS EC, entidade de prática desportiva, pois a partida teve alteração de local e o denunciado não ressarciu os prejuízos percebidos pela equipe visitante, infringindo assim o artigo 31 do Regulamento Específico da Competição. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, inciso III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 561/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL – 3ª DIVISÃO

JOGO: AA BATEL X ARAPONGAS EC

DATA: 18/10/2017

DENUNCIADO (S):

NATANAEL C. DE MIRANDA

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. VINICIUS RAFAEL PRESENTE

1º DENUNCIADO: NATANAEL C. DE MIRANDA, atleta da entidade de prática desportiva Arapongas EC, BID nº 185.038, que foi expulso aos 90 (noventa) minutas por reclamar desrespeitosamente das decisões da arbitragem, com palavras, como “vai tomar no cu”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 562/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

JOGO: ABE NOVO MUNDO FC X UNIÃO NOVA ORLEANS

DATA: 07/10/2017

DENUNCIADO (S):

JEFERSON O. DE ALMEIDA

ABE NOVO MUNDO FC

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1º DENUNCIADO: JEFERSON O. DE ALMEIDA, preparador de goleiros da entidade de prática desportiva União Nova Orleans, excluído diretamente de campo aos 60 (sessenta) minutos de jogo, pois proferiu as seguintes palavras em direção ao árbitro: “Puta que pariu, o que você deu agora, vai tomar no cu”. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II e 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: ABE NOVO MUNDO FC, entidade de prática desportiva, pela falta de policiamento no local de realização da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 563/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - JUVENIL

JOGO: EC OLÍMPICO X SE RENOVICENTE

DATA: 07/10/2017

DENUNCIADO (S):

LUCAS A. BIANCHINI

YGOR R. FELTRIM

EC OLÍMPICO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: LUCAS A. BIANCHINI, atleta da entidade de prática desportiva SE Renovicente, BID nº 597.280, excluído ao final de partida, pois proferiu as seguintes palavras ao árbitro: “Vai tomar no cu, não foi pênalti”. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 258, §2º, II e 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: YGOR R. FELTRIM, preparador de goleiros da entidade de prática desportiva SE Renovicente, por reclamar das decisões da arbitragem dizendo: “Toma no cu, só da para eles agora”. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 258, §2º, II e 258-D do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: EC OLÍMPICO, entidade de prática desportiva, pela falta de policiamento no local de realização da partida. Com tal conduta, o Denunciado infringiu o disposto no artigo 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N°. 564/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. SAMUEL TORQUATO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - ADULTO

JOGO: CAXIAS FC X EC FORTALEZA

DATA: 21/10/2017

DENUNCIADO (S):

CAXIAS FC

CAXIAS FC

DEIVID L. GOULART

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1° DENUNCIADO: CAXIA FC, entidade de prática desportiva, pois conforme relatório da arbitragem, houve arremesso, por torcedores não identificados, de cerveja (líquido) no assistente nº 01. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2° DENUNCIADO: CAXIAS FC, entidade de prática desportiva, pela falta de policiamento no local de realização da partida. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3° DENUNCIADO: DEIVID L. GOULART, auxiliar técnico da entidade de prática desportiva Caxias FC, RG nº 380454, expulso diretamente aos 38 (trinta e oito) minutos de jogo, pois após ter sido advertido verbalmente, fez reclamações acintosas, proferindo as seguintes palavras: “agora vai descambar essa porra”, “quero ver você segurar essa merda” e “ta perdido”. Com tal conduta, o denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258, §2º, II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

_________________________________________________________________________________________

AUTOS N. 565/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. JOSÉ ALVACIR GUIMARÃES

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL - JUVENIL

JOGO: IMPERIAL FC X ABE NOVO MUNDO FC

DATA: 14/10/2017

DENUNCIADO (S):

IMPERIAL FC

LUCAS F. SANTANA

LEONARDO S. ANDRADE

MARCOS F. DE S. JÚNIOR

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. THIAGO B. LUCAS DE OLIVEIRA

1º DENUNCIADO: IMPERIAL FC, entidade de prática desportiva, pela falta de policiamento no local de realização da partida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: LUCAS F. SANTANA, atleta da entidade de prática desportiva Imperial FC, BID nº 599.504, expulso diretamente aos 46 (quarenta e seis) minutos de jogo, pois trocou empurrões com o atleta adversário, fazendo gestos com as mãos e braços, e proferindo palavras que geraram tumulto generalizado dentro de campo. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, §1º, II e 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: LEONARDO S. ANDRADE, atleta da entidade de prática desportiva ABE Novo Mundo FC, BID nº 597.040, expulso diretamente aos 46 (quarenta e seis) minutos de jogo, pois trocou empurrões com o atleta adversário, fazendo gestos com as mãos e braços, e proferindo palavras agressivas, atitudes estas que geraram tumulto generalizado dentro de campo. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, §1º, II e 257 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

4º DENUNCIADO: MARCOS F. DE S. JÚNIOR, atleta da entidade de prática desportiva ABE Novo Mundo FC, BID nº 595.609, expulso diretamente após o término da partida, pois adentrou o campo de jogo e questionou insistentemente as decisões da arbitragem, utilizando um tom irônico, proferindo as seguintes palavras: “Por que você só deu três minutos? Você tá de sacanagem, né?” Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 258-B, §1º e 258, §2º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

AUTOS N. 566/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. HUMBERTO CICCARINO FILHO

CAMPEONATO PARANAENSE DE FUTEBOL SUB - 15

JOGO: SE RENOVICENTE X FC CASCAVEL

DATA: 30/09/2017

DENUNCIADO (S):

LUCAS B. DOS SANTOS

SE RENOVICENTE

SE RENOVICENTE

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. HENRIQUE CARDOSO DOS SANTOS

1º DENUNCIADO: LUCAS B. DOS SANTOS, atleta da entidade de prática desportiva FC Cascavel, BID nº 540.526, expulso diretamente aos 72 (setenta e dois) minutos de jogo por impedir chance clara de gol, colocando a mão na bola em cima da linha de meta. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 250, §1º, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

2º DENUNCIADO: SE RENOVICENTE, entidade de prática desportiva, por falta de pagamento da taxa de deslocamento da arbitragem, descumprindo assim o artigo 51, §6º e §10º do RGC. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 191, III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

3º DENUNCIADO: SE RENOVICENTE, entidade de prática desportiva, por ameaças por parte da torcida. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 213, I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.


 

AUTOS N. 567/2017 – EM TRÂMITE

AUDITOR RELATOR: DR. IRINEU TONINELLO

CAMPEONATO AMADOR DA CAPITAL – JUVENIL

JOGO: CAXIAS FC X ACE URANO

OFÍCIO Nº 174/2017

DENUNCIADO (S):

ACE URANO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DR. ARIEL NORBERTO LEAL

1º DENUNCIADO: ACE URANO, entidade de prática desportiva, pois fez constar em sua relação de atletas, o atleta Patrick da Costa Mafra Delgado, BID nº 528.153, o qual deveria cumprir suspensão automática na partida em questão tendo em vista que o referido atleta levou cartão amarelo nas datas de 16/09/2017 (vs. EC Olímpico) 23/09/2017 (vs. Shabureya FC) e 14/10/2017 (vs. Santíssima Trindade), deveria ter cumprido a automática na partida em comento, porém o atleta não cumpriu e acabou jogando de forma irregular. Com tal conduta, o Denunciado praticou o ilícito tipificado no art. 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

 

Publicação: 01/11/2017 às 17:09